"Há mais velocidade por vir", avisa Vettel, quarto colocado

Mais confiável e rápida do que nos testes, Red Bull é a grande surpresa dos primeiros treinos livres

Uma das grandes surpresas do primeiro dia de treinos livres para o GP da Austrália foi a Red Bull, que se mostrou a cerca de meio segundo em uma volta lançada e a um segundo por volta nas simulações de corrida, uma distância bem menor do que o esperado depois de uma pré-temporada recheada de problemas. Tanto, que Sebastian Vettel – quarto colocado – e Daniel Ricciardo – sexto – já miram bons resultados no final de semana em Melbourne.

“Nenhum de nós teve grandes problemas e o equilíbrio estava bom. Em termos de velocidade, sabemos que há muito por vir”, avisou o tetracampeão. “A grande diferença é que agora temos peças novas, não necessariamente voltadas à performance, mas peças que não tínhamos como trocar nos testes. De certa maneira, foi uma surpresa não termos problemas.”

O clima de inesperado otimismo também marcou as declarações do piloto da casa, Ricciardo. “Acho que tivemos um dia muito positivo. Para a equipe, o mais importante do dia era a confiabilidade e fizemos muitas voltas. Houve carros que nem conseguiram andar hoje”, lembrou Ricciardo. “Estou contente por ter andado bastante e até a performance está muito boa: estamos confortavelmente no top 10 e, se pudéssemos ficar lá, ficarei muito feliz.”

Para a classificação, o piloto fala em ficar nas três primeiras filas. “O primeiro objetivo seria entrar no Q3 e, depois, um top 5 seria um resultado realisticamente muito bom para nós. Como previmos, a Mercedes está forte e deve fechar a primeira fila. Na corrida, a prioridade é ver a bandeira quadriculada, mesmo com o tanto de voltas que fizemos hoje.”

Vettel, por sua vez, aposta em uma classificação diferente do que estamos acostumados. “Vai ser diferente, pois você pode atacar uma volta e depois tem de recuperar a energia. Então, precisa estar na hora e lugar exatos, encontrar os espaços e, provavelmente, não é tão flexível quanto era no passado. Antes era só você no carro. Agora é você, os outros e o estado de suas baterias. Adoraríamos ter mais combustível, mas não temos, então vamos lidar com isso.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias