Há três provas fora dos pontos, McLaren volta a colocar dois carros no Top 10

Magnussen destaca corrida cheia de azares, mas enaltece trabalho do time em carro que “funcionou” neste fim de semana

A McLaren voltou aos pontos pela primeira vez desde o GP da Malásia. O time do Woking vinha tendo problemas com o carro nas últimas provas, mas desta vez conseguiu bom resultado colocando os dois carros dentro dos dez primeiros.

"Este foi um típico GP de Mônaco, foi muito confuso. Todos estavam cometendo erros, havia carros em todo lugar, você tinha que manter o foco, manter-se com o pacote, e cuidar dos pneus, usando-os quando necessário", falou Button.

"Para o meu stint final, cuidei dos meus pneus e caí de volta ao ar livre atrás do Kevin Magnussen. Ele estava prestes a andar sozinho até o fim, e eu conseguia passar Nico Hülkenberg no final. Ele estava lutando com os pneus, nas últimas voltas lutamos e eu consegui passar", completou o britânico.

Magnussen poderia ter conseguido bom resultado, não tivesse tido tantos problemas durante a prova, como ele explicou ao TotalRace.

“Foi uma corrida de azar. Tudo deu errado na verdade. O Safety Car entrou no momento errado, Jean-Éric Vergne foi liberado na minha frente no pit, tive um problema de motor e ainda tive aquela coisa com Kimi. Nada deu muito certo nesta corrida à parte do carro, o que acho que foi positivo, o carro estava muito bom e pude usar bem os pneus.”

“Na verdade, à parte das circunstâncias, mais uma vez foi um bom trabalho da equipe. Apenas não tivemos sorte desta vez.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias