Haas admite que escolheria Magnussen caso Grosjean recusasse

Em entrevista ao site da F1, dono de escuderia que estreia na categoria ano que vem declarou que dinamarquês seria segunda opção

Gene Haas, dono da nova equipe da F1, a Haas, admitiu hoje em entrevista ao site oficial da categoria que Kevin Magnussen seria o principal nome que estaria no time, caso o acordo com Romain Grosjean não tivesse se concretizado.

"Conversamos com Magnussen, que era um candidato muito bom", disse Haas. "Ele é muito respeitado pela McLaren. Na verdade, se Romain tivesse recusado, ele seria o escolhido como primeiro piloto."

A chance de Grosjean na Haas veio após a equipe manter conversas com Nico Hulkenberg para fazer parte da nova escuderia em 2016. No final, alemão decidiu permanecer na Force India e assinou um novo contrato de dois anos com a equipe baseada em Silverstone.

A impossibilidade de Magnussen entrar na Haas poderá deixá-lo de fora do circo da F1, já que a única equipe que aparenta ainda ter vagas é a Manor.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean , Kevin Magnussen
Equipes Haas F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias