Haas: McLaren e Renault estão com sorte no começo de 2018

Equipe americana acredita que poderia estar muito acima do sétimo lugar no Mundial de Construtores após três etapas

A Haas considera que suas principais rivais na F1 em 2018, a Renault e a McLaren, vêm “tendo sorte” na temporada até agora.

Apesar de a Haas ter iniciado seu terceiro ano de forma bastante competitiva, ela ocupa apenas a sétima posição no Mundial de Construtores.

Um potencial resultado com ambos os carros no top 5 do GP da Austrália foi perdido devido a problemas nos pitstops, e a equipe marcou um único ponto com o 10º lugar de Kevin Magnussen na China.

A maioria dos 11 pontos da equipe veio com o quinto lugar de Magnussen no Bahrein – a Haas, então, vem com 14 pontos a menos que a Renault, com 17 de atraso para a McLaren, a quarta colocada. 

O chefe da Haas, Gunther Steiner, admitiu que o abandono duplo de Melbourne já tem provado que custou caro para a equipe.

“Nas primeiras três corridas, sempre estivemos por lá”, disse ao Motorsport.com.

“No momento, está entre nós, Renault e McLaren pelo quarto lugar. Acho que o cenário está bem claro, e espero que enfim possamos ter um bom resultado, porque os outros tiveram sorte e nós tivemos azar.”

“Mas precisamos fazer nossa própria sorte, para ser honesto. A Austrália não foi ótima e, caso contrário, estaríamos onde deveríamos estar.”

Ele citou o GP da China como um exemplo do azar da Haas, indicando que estava caminhando em direção ao sétimo lugar com Magnussen e ao nono com Romain Grosjean antes de o safety car permitir que Renault e Force India trocassem de pneus. 

A Haas não tinha jogos de pneus ultramacios suficientes para executar a mesma estratégia, e então enfrentou dificuldades para acompanhar o ritmo das rivais quando a corrida foi retomada, já que não conseguia gerar temperatura nos pneus.

Steiner acredita que estes problemas com os pneus são solucionáveis com mais conhecimento, e também espera que a Haas mantenha um melhor ritmo de desenvolvimento em 2018 em vez de perder terreno. 

“Precisamos continuar fazendo o que estamos fazendo”, disse.

“Em todas as corridas aprendemos mais sobre os pneus, temos nossa base de conhecimento e temos melhorias planejadas para o carro.”

“Nosso plano é todo diferente em relação ao ano passado. No ano passado, sabíamos que não teríamos muitas novidades no carro, porque decidimos cedo que não traríamos novidades, já que voltamos nosso foco ao carro do ano que vem.”

“Mas, neste ano, tomamos a decisão cedo de que traremos mais novidades. Então, trata-se do quão boas serão nossas novidades, mas também do quão boas serão as novidades da nossa concorrência.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Haas F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias