Haas: “não queríamos pilotos que nunca estiveram na F1”

compartilhar
comentários
Haas: “não queríamos pilotos que nunca estiveram na F1”
Pete Fink
Por: Pete Fink
2 de mar de 2016 18:04

Chefe da equipe defende escolha de Grosjean e Gutierrez como dupla para 2016 e acha cedo para se animar com ritmo de testes

Guenther Steiner, Haas F1 Team Principal
Carlos Slim, Presidente de América Móvil, Esteban Gutiérrez Haas Team, Gene Haas Dueño del Equipo y Guenther Steiner Director el equipo
Haas F1 Team logo
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16

Alvo de críticas dos EUA por não ter escolhido um piloto norte-americano para estrear na Fórmula 1 em 2016, a Haas se defendeu mais uma vez por meio de seu diretor, Gunther Steiner. Segundo ele, o time necessitava para seu primeiro ano de uma dupla que já tivesse experiência prévia na F1 para não correr riscos.

"Nós, como um time novo, temos que minimizar os riscos, porque tudo é novo”, disse Steiner, que escolheu junto ao fundador do time, Gene Haas, Romain Grosjean e Esteban Gutierrez como dupla.

“Novatos não teriam a experiência necessária. Nós não podíamos assinar com alguém que nunca guiou um carro de F1 antes.”

“Por essa razão nós fomos a dois pilotos experientes que podem nos ajudar a construir as nossas próprias experiências como uma equipe. Se houvesse uma possibilidade de termos um jovem piloto americano com esta experiência, teríamos pensado nisso."

Steiner negou também que seu time vá utilizar os compostos supermacios e ultramacios nos dois próximos dias de testes. Segundo ele, isso não refletiria a realidade do potencial da equipe. "Andamos com os macios várias vezes a fim de obter dados. Mas até agora nós nunca usamos o supermacio. Para nós, foram os primeiros testes. Fazer um tempo de volta que aumenta as expectativas não estava na nossa mente. Nós queremos fazer voltas sólidas.”

“Não é nossa intenção fazer apenas voltas rápidas e depois ficar imaginando com o quão incrível somos. Nós sabemos muito bem que nós ainda temos que crescer como equipe. Nosso objetivo era começar a fazer quilometragem e entender o carro."

“Como eu disse antes: não é nossa intenção fazer voltas impressionantes. Claro, você é feliz enquanto tudo corre bem, mas não se pode esquecer que ninguém sabe o que as outras equipes estão fazendo.”

“Qual era a quantidade de combustível nos seus carros? Que tipo de estratégia que eles estavam seguindo?”

Próxima Fórmula 1 matéria
Bottas consegue volta mais rápida de quarta com Williams

Previous article

Bottas consegue volta mais rápida de quarta com Williams

Next article

Ricciardo não quer traçar objetivos para GP da Austrália

Ricciardo não quer traçar objetivos para GP da Austrália
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean Shop Now , Esteban Gutierrez Shop Now , Danica Patrick
Equipes Haas F1 Team
Autor Pete Fink
Tipo de matéria Entrevista