Haas perde recurso contra exclusão de Grosjean em Monza

compartilhar
comentários
Haas perde recurso contra exclusão de Grosjean em Monza
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Daniel Betting
2 de nov de 2018 12:12

Romain Grosjean foi excluído do GP da Itália por irregularidades no assoalho de seu carro

A equipe norte-americana foi à Corte Internacional de Apelação da FIA para argumentar que não era correto a equipe ter perdido o sexto lugar de Romain Grosjean por irregularidades no assoalho do carro do francês.

Mas depois de uma audiência em Paris na quinta-feira, a FIA confirmou que o tribunal de apelação confirmou o veredicto original dos comissários e manteve a desclassificação de Grosjean.

Grosjean foi excluído do GP de Monza logo após um protesto da equipe Renault que viu irregularidades no assoalho do carro.

Um esclarecimento técnico da FIA antes das férias de verão fez com que o desenho do piso da Haas viesse a violar os regulamentos que exigem que haja um raio de 50 mm em cada canto da frente do plano de referência.

Leia também:

A Haas argumentou que, devido às férias de verão, não havia tempo suficiente para fazer modificações em seu projeto antes do GP de Singapura, por isso pediu uma dispensa especial.

Enquanto as discussões com a FIA sobre a liberdade de adiar as mudanças até Singapura permaneceram abertas, o assunto foi levado à tona quando a Renault apresentou um protesto após a corrida.

Isso forçou uma decisão dos comissários, que estavam certos de que o assoalho não estava de acordo com os regulamentos relevantes nem com a posição do departamento técnico da FIA.

Uma declaração do Tribunal de Recurso confirmou que a decisão dos comissários foi confirmada, que a exclusão de Grosjean foi confirmada e pediu que a "Autoridade Esportiva competente retirasse, conforme apropriado, as consequências desta decisão".

O chefe da Haas, Gunther Steiner, disse que a equipe agora se concentrará em entregar um final forte para o que tem sido uma temporada positiva para eles.

"Obviamente, estamos desapontados por não termos ganho nosso apelo", disse. "Simplesmente seguimos em frente e olhamos para as duas últimas corridas do ano para continuar a lutar na pista, ganhar mais pontos e concluir a nossa temporada mais forte até agora na Fórmula 1."

O diretor técnico da Renault, Nick Chester, acrescentou: “Regulamentos técnicos - especialmente aqueles introduzidos por razões de segurança - devem ser observados estritamente.

"Estamos satisfeitos com a decisão e gostaria de agradecer ao tribunal e à FIA por seu trabalho sobre o assunto. A equipe agora está concentrada no final da temporada".

Next article
Ricciardo se compromete com Red Bull nos últimos GPs

Previous article

Ricciardo se compromete com Red Bull nos últimos GPs

Next article

10 fatos sobre a histórica decisão da F1 em 2008

10 fatos sobre a histórica decisão da F1 em 2008
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean Shop Now
Equipes Haas F1 Team
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias