Hakkinen: ano sabático "não seria boa ideia" para Alonso

Bicampeão em 1998 e 1999, Mika Hakkinen diz, baseado na própria experiência, que Fernando Alonso cometeria um erro se tirasse um ano de descanso

Mika Hakkinen, bicampeão mundial de Fórmula 1 pela McLaren, falou sobre a polêmica que tomou o final de semana do GP de Abu Dhabi. Em Yas Marina, Ron Dennis, diretor executivo do time, insinuou que, devido à falta de desempenho do conjunto McLaren-Honda, Fernando Alonso poderia tirar um ano sabático.

Para Hakkinen, que conquistou os dois títulos da carreira (em 1998 e 1999) pela equipe de Woking, Alonso cometeria um erro se ficasse um ano distante da F1. O finlandês toma como base a própria experiência: ao final de 2001, após uma temporada pouco competitiva da McLaren, o nórdico resolveu parar por um ano e voltar depois, mas o retorno nunca aconteceu.

A juicio de Hakkinen "sería muy difícil" para Alonso dejar temporalmente la F1. "Pessoalmente, tive chance de voltar depois de meu ano sabático, mas logo percebi que já tinha feito o suficiente, que havia concluído meu trabalho e estava feliz. Tinha terminado minha carreira esportiva vencendo corridas e essa é uma boa forma de parar", disse. 

"No caso de Fernando, creio que não seria uma boa ideia. Uma vez que você começa o jogo, você precisa seguir lutando. Creio que seria muito difícil deixar o jogo no meio do caminho e ficar um ano fora", completou. 

Após a saída da F1, Hakkinen voltou às pistas em 2005, no DTM  - conquistando três vitórias. Em novembro de 2006, o finlandês participou de uma sessão de testes coletivos em Barcelona, novamente pela McLaren - o bicampeão foi o último colocado entre os 18 carros que andaram na pista catalã.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Mika Hakkinen , Fernando Alonso
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias