Hakkinen: Nível de talento atual é o maior da história da F1

Bicampeão do mundo analisa temporada deste ano e vê McLaren e Renault progredindo para 2018

Após o quarto campeonato mundial conquistado por Lewis Hamilton, Mika Hakkinen deu sua perspectiva do que foi a temporada de 2017 da Fórmula 1. Para ele, o ano marcou um grande nível técnico entre os pilotos do mundial.

Além disso, ele elogiou Hamilton, que ainda se mantém faminto na F1 mesmo depois de tanto sucesso.

"O sucesso de Lewis ao ganhar quatro títulos mundiais é impressionante, e você pode ver que ele manteve a fome viva, e isso é crítico", escreveu Hakkinen em seu blog da Unibet, refletindo sobre 2017.

"Quando ganhei os dois campeonatos mundiais em 1998 e 1999, cheguei em 2000 absolutamente determinado a ganhar um terceiro título, mas não consegui. Depois desse ano, quando senti meus níveis de energia caírem um pouco, não demorou muito para me aposentar.”

"Fiquei muito satisfeito ao ver Valtteri ganhar dois GPs. Ele é um cara forte e equilibrado, e as vitórias na Rússia e na Áustria mostraram que é totalmente capaz. Ele teve alguns momentos difíceis no meio da temporada, mas sei o quanto ele trabalhou para chegar onde está. E você pode ter certeza de que ele usará o recesso para sedimentar tudo o que aprendeu.”

"Como já disse antes, Max Verstappen foi o melhor piloto do ano, porque é muito emocionante assisti-lo.”

"Suas duas vitórias na Malásia e no México mostraram que ele e a equipe estão ficando mais fortes. E, com Daniel Ricciardo vencendo em Baku, significa que Ferrari e Mercedes não poderão relaxar.”

"Atrás das três principais equipes, houve muito interesse, particularmente com a nova geração de pilotos. Stoffel Vandoorne, Esteban Ocon e Carlos Sainz Jr são emocionantes de assistir.”

"Quando você considera que os companheiros de equipe deles - Fernando Alonso, Sergio Perez e Nico Hulkenberg - são muito rápidos, você vê que o nível de talento na Fórmula 1 hoje é provavelmente o maior que ela já teve."

Hakkinen também encorajou a McLaren, time no qual ganhou seus dois títulos. Em 2018, o time trocará os motores Honda pelos Renault.

"Estou certo de que a Mercedes vai ser novamente a equipe a ser batida, mas a Ferrari vai se basear no que aprendeu neste ano e a Red Bull Racing será acompanhada pela McLaren  com os motores Renault", disse ele.

"Eu sei o quão empolgados todos estão na McLaren para começar um novo capítulo em sua história, e há uma grande determinação para vencer novamente após algumas temporadas difíceis.”

"Zak Brown é um dos chefes mais ambiciosos do paddock F1, e todos na organização da McLaren estão trabalhando duro para se certificarem de que irão melhorar.”

"A equipe da Renault provavelmente também progredirá, a Honda tentará reconstruir sua reputação com a Toro Rosso, e a Alfa Romeo, apoiando Sauber, tem muitos motivos para ser interessante para a F1 em 2018."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Mika Hakkinen
Tipo de artigo Últimas notícias