Hamilton acelera no final para fazer a pole; Massa é nono

Inglês passou todo o treino atrás de Rosberg, mas se recuperou no fim; brasileiro errou última tentativa

Lewis Hamilton “deixou” Nico Rosberg ter o gostinho de liderar todo o treino classificatório para mostrar sua velocidade apenas no Q3 e levar a pole do GP da Espanha. O inglês foi 168 milésimos mais rápido que o companheiro de Mercedes e deu um grande passo para roubar a liderança do campeonato do alemão. Afinal, das 23 provas disputadas em Barcelona, em 17 ocasiões o pole venceu.

Rosberg teve de se contentar com o segundo posto, com Daniel Ricciardo em terceiro com a Red Bull e Valtteri Bottas em quarto com a Williams. Felipe Massa errou em sua última volta lançada, foi apenas o nono. Sebastian Vettel, que teve problemas no Q3 e não marcou tempo, teve de trocar o câmbio e larga apenas em 15º.

[publicidade]Q1

Apenas quatro pilotos tinham marcado tempo quando, com 13min30 para o final da sessão, Pastor Maldonado bateu na saída da curva três quando perdeu o controle no meio da curva e rodou, batendo no muro e destruindo a suspensão dianteira.

O reinício do treino foi marcado por vários erros dos pilotos, com dificuldades para aquecer o pneu duro. Lewis Hamilton, por outro, não perdeu sua Mercedes em uma escapada. Assim, o inglês ficou quase meio segundo atrás do companheiro em sua briga particular. “O carro está um pesadelo de pilotar”, chegou a reclamar o vencedor das últimas três etapas.

Com os pneus duros, o terceiro colocado foi Vettel, com Massa em quarto e a surpresa Kvyat em quinto.

Entre os que lutavam para seguir no treino, além de Maldonado, seu companheiro Grosjean também estava junto das nanicas. O francês teve de usar os pneus médios para fazer o 12º tempo e se garantir no Q2.

As McLaren, Force India e Raikkonen também tiveram que gastar um jogo de pneus médios para sobreviver na classificação. A situação mais dramática foi de Button, que chegou a ficar de fora até fazer o nono melhor tempo após a bandeirada. Assim, sobrou para Adrian Sutil, eliminado ao lado de Max Chilton, Jules Bianchi, Marcus Ericsson e Kamui Kobayashi, além de Maldonado.

Q2

Felipe Massa e Kimi Raikkonen chegaram a liderar no início da sessão, mas as Mercedes apareceram com 7min30 para o final e acabaram com a festa: Nico Rosberg foi mais de 1s3 mais rápido que o finlandês e superou, inclusive, Hamilton, que ficou a 0s12 do companheiro. As Red Bull também superaram a Ferrari, colocando-se em terceiro com Ricciardo e quarto com Vettel.

As Mercedes e Red Bull sequer voltaram para a última tentativa.  Massa logo roubou o quarto lugar de Vettel. Grosjean fez a sexta marca, com Raikkonen em sétimo. Bottas, Button e Alonso completaram o top 10, com o espanhol não melhorando em sua segunda tentativa.

Assim, ficaram de fora Hulkenberg, Perez, Kvyat, Gutierrez, Magnussen e Vergne. Os dois últimos sequer foram à pista na segunda sessão e o francês da Toro Rosso larga em último após perder 10 posições no grid por uma roda ter se soltado nos treinos livres.

Q3

Hamilton e Rosberg estavam voando na pista, em volta rápida, quando Vettel parou reclamando de perda de potência e causou uma bandeira vermelha, com 8min para o final da sessão.

Os pilotos da Mercedes voltaram à pista com os mesmos pneus e isso fez com que Ricciardo conseguisse um tempo a menos de um décimo de Rosberg. Desta vez, inclusive, quem ficou à frente foi Hamilton, quase três décimos mais rápido. Ricciardo e Alonso não tinham usado um jogo de pneus médios no Q1 e também fizeram duas tentativas na parte final do treino.

Os demais pilotos do top 10 saíram apenas nos minutos finais. Hamilton manteve a ponta, com Rosberg em segundo e Ricciardo em terceiro. A surpresa foi Bottas, em quarto lugar. Grosjean foi o quinto, superando Raikkonen, Alonso, Button, Massa e Vettel.

A largada para o GP da Espanha será às 9h pelo horário de Brasília.

Resultado do treino em Barcelona: 

1) Lewis Hamilton    Mercedes              1m25.232s
2) Nico Rosberg          Mercedes              1m25.400s  +0.168s
3) Daniel Ricciardo      Red Bull-Renault      1m26.285s  +1.053s
4) Valtteri Bottas       Williams-Mercedes     1m26.632s  +1.400s
5) Romain Grosjean       Lotus-Renault         1m26.960s  +1.728s
6) Kimi Raikkonen        Ferrari               1m27.104s  +1.872s
7) Fernando Alonso       Ferrari               1m27.140s  +1.908s
8) Jenson Button         McLaren-Mercedes      1m27.335s  +2.103s
9) Felipe Massa          Williams-Mercedes     1m27.402s  +2.170s
10) Sebastian Vettel      Red Bull-Renault, sem tempo                
                          
tempo de corte no Q2:      1m27.602s

11) Nico Hulkenberg       Force India-Mercedes  1m27.685s  +1.597s*
12) Sergio Perez          Force India-Mercedes  1m28.002s  +1.914s*
13) Daniil Kvyat          Toro Rosso-Renault    1m28.039s  +1.951s*
14) Esteban Gutierrez     Sauber-Ferrari        1m28.280s  +2.192s*
15) Kevin Magnussen       McLaren-Mercedes, sem tempo
16) Jean-Eric Vergne      Toro Rosso-Renault, sem tempo

Tempo de corte no Q1      1m28.472s  

17) Adrian Sutil          Sauber-Ferrari        1m28.563s  +1.799s**
18) Max Chilton           Marussia-Ferrari      1m29.586s  +2.822s**
19) Jules Bianchi         Marussia-Ferrari      1m30.177s  +3.413s**
20) Marcus Ericsson       Caterham-Renault      1m30.312s  +3.548s**
21) Kamui Kobayashi       Caterham-Renault      1m30.375s  +3.611s**
22)  Pastor Maldonado      Lotus-Renault, sem tempo

* diferença para o mais rápido do Q2
** diferença para o mais rápido do Q1
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias