Hamilton admite "pressão horrível" e usa piano para relaxar

compartilhar
comentários
Hamilton admite
24 de out de 2015 10:45

Piloto da Mercedes diz que usa o piano para relaxar nos momentos de folga

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W06
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in a wet and rainy paddock
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 with Will Buxton, NBC Sports Network TV Presenter
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in the FIA Press Conference
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in the FIA Press Conference
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1

Prestes a conquistar o seu terceiro campeonato mundial, Lewis Hamilton disse que não se preocupa com as contas para chegar ao título. Ele admitiu que vive situação muito mais tranquila do que no ano passado, quando chegou muito tenso à decisão do título, em Abu Dhabi. O inglês também disse que passou a estudar piano como terapia de relaxamento.

"Eu não tenho ideia de quais combinações me farão campeão mundial, e eu não vou calculá-las antes da corrida. Minha mentalidade é que há quatro corridas para o final da temporada, e se eu for o vencedor do mundial quando a última corrida estiver terminado, eu realmente não me importo onde isso irá acontecer", escreveu Hamilton, em sua coluna na BBC.

O bicampeão traçou um paralelo com a disputa do título em temporadas passadas, em 2007 e no ano passado, contra o companheiro de equipe Nico Rosberg.  Segundo ele, a tensão atrapalhou o seu desempenho em diversos momentos:

"Eu experimentei esta situação três vezes no passado. Em 2007, eu estava super tenso nas duas últimas provas, quando eu não precisava estar, estraguei tudo e perdi o campeonato. No ano passado, mesmo que tenha feito uma excelente prova em Abu Dhabi, senti uma pressão horrível. Na medida em que o dia da prova chegava, eu ficava mais nervoso", disse.

Hamilton disse que não se sente dessa forma neste ano. Ele afirmou que seu estado mental está muito melhor. Os problemas em 2014 abalaram muito o seu estado mental. Já na atual temporada, a regularidade deu ao inglês a paz de consciência que ele precisava para abrir uma grande vantagem sobre os rivais.

Amigos e o piano

Hamilton disse que passou uma semana na companhia de amigos em Miami, para relaxar:

"Na semana antes do GP da Rússia eu comecei a me sentir muito cansado. Eu estava trabalhando muito, dentro e fora das pistas. Então tivemos o GP da Rússia e depois voamos direto para a fábrica para comemorar o título do mundial de construtores. Senti que precisava de um tempo para relaxar. Passei bons momentos com meus amigos e o piano", disse.

Com um toque de obsessão pela perfeição, traço em comum dos pilotos de sucesso, Hamilton lamenta o fato de que as viagens e a rotina cheia de um atleta não reserve tempo o bastante para as aulas de piano. Ele disse que quando está de folga e tem um piano à disposição, mesmo no lobby de um hotel, costuma abrir o YouTube e ver vídeos que ensinam a tocar músicas.

"Algumas vezes eu toco "de ouvido" e consigo me sair bem. No momento, eu consigo tocar três músicas bem: Someone Like You, da Adele, Easy, dos Commodores e When I Was Your Man, do Bruno Mars. Talvez no inverno consiga praticar mais", escreveu.

Próxima Fórmula 1 matéria
Pirelli lança votação para “colorir” pneu ultramacio

Previous article

Pirelli lança votação para “colorir” pneu ultramacio

Next article

Furacão perde força, mas Austin segue com tempo ruim

Furacão perde força, mas Austin segue com tempo ruim
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias