Hamilton comemora: "Não estamos a milhas de distância"

Mesmo após acidente por falha técnica, inglês se mostra surpreso com a confirmação de que ritmo da Mercedes é bom

Lewis Hamilton pode ter ido parar no muro em seu primeiro dia de treinos livres para o GP da Austrália, a exemplo do que aconteceu em sua estreia nos testes de pré-temporada pela Mercedes, mas não escondeu a surpresa e a satisfação com a confirmação do bom ritmo de seu carro.

Ouvido pelo TotalRace em Melbourne, o inglês explicou que o problema que causou sua saída de pista em Albert Park foi diferente do que aconteceu em Jerez de la Frontera. “Tive uma separação no splitter dianteiro e, quando virei, nada aconteceu e fui reto. Foi completamente diferente do que aconteceu nos testes de Barcelona, quando eu acionei os freios e nada aconteceu. Os freios agora estão funcionando bem. Os caras me disseram que viram algo no pit stop e iam me chamar de volta, mas era tarde demais, já tinha escapado. Acontece.”

Problemas à parte, Hamilton gostou do ritmo apresentado pelo W04 nesta sexta-feira. “Foi um dia muito bom e surpreendente. Vi que o Nico conseguiu um bom tempo. Definitivamente temos um bom carro, não estamos tão longe das Red Bull. Isso é ótimo e mostra o grande trabalho dos caras na fábrica. Obviamente, tivemos alguns problemas, mas não acho que sejam coisas que a equipe não possa consertar”, assegurou o piloto, que fechou o dia em sétimo lugar.

“Acho que é cedo para dizer que somos o melhor do resto, mas definitivamente estamos por perto. A Red Bull estava muito rápida e obviamente esteve escondendo o jogo na pré-temporada, como esperado. Mas não estamos a milhas de distância. E isso é impressionante.”

Questionado sobre o rendimento da Mercedes com os pneus supermacios, uma vez que o calcanhar-de-Aquiles do carro nos últimos anos foi o ritmo de corrida, Hamilton não se mostrou preocupado. “Não andei muito hoje, mas o Nico fez uma sequência longa de voltas e [o ritmo] pareceu ser relativamente bom. Claro que os dianteiros estão se desgastando mais.”

Mesmo tendo um problema de câmbio no final da última sessão, Nico Rosberg ficou feliz com o primeiro dia de treinos. Afinal, seu terceiro lugar na classificação mostrou que o ritmo demonstrado nos testes de pré-temporada era real.

“Foi um dia interessante para nós. Há muitas coisas novas para aprender sobre o carro e progredimos ao longo do dia. Definitivamente podemos estar felizes com nosso programa de testes comparando com como estávamos ano passado.”

Os carros voltam à pista na madrugada deste sábado pelo horário de Brasília para o segundo treino livre, à meia-noite. O treino classificatório será às 3h.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias