Hamilton comenta gafe no twitter e acredita em carro melhor na Coreia

Inglês afirma que McLaren descobriu erro que tirou velocidade no Japão e ressalta respeito por Button, após erro na internet

Hamilton pensa em sair do twitter

Hamilton foi o assunto no meio da Fórmula 1 no começo da semana, após cometer gafe no twitter. O inglês reclamou que seu companheiro de equipe Jenson Button havia o bloqueado na rede social, mas depois reconheceu o erro, pois Button nunca o seguira.

Nesta quinta-feira, na Coreia do Sul, Lewis teve de responder muitas questões sobre o entrevero, mas respondeu sempre com bom humor. “Obviamente não foi uma ideia muito boa”, disse sobre seus comentários no microblog. “Eu cometi um erro e coloco minhas mãos para cima. A primeira coisa que fiz quando cheguei aqui foi me desculpar com o Jenson e ele aceitou. Às vezes, no calor do momento, fazemos algo que não deveria ser feito”, comentou o campeão de 2008, que avaliará se continuará ou não no twitter. “Não digo que vou sair, mas talvez o twitter não seja para mim, apenas o Instagram”, afirmou.

Após o incidente, Hamilton fez questão de ressaltar que não há nada entre ele e seu compatriota. “Antes de me desculpar aqui, tentei de todas as formas falar com Jenson, mas não consegui, então mandei uma mensagem e ele respondeu, dizendo que estava tudo bem. Sempre tivemos uma relação fantástica todos esses anos. Fui campeão britânico em 95 com motores de seu pai, então tenho um grande respeito ele e pelo que ele tem feito no esporte”, revelou Lewis, fechando o assunto. “Agora é me focar no fim de semana do GP”, concluiu.

Sobre a corrida, Hamilton acredita em um desempenho melhor do que no Japão, principalmente na classificação. “Tivemos um problema durante a classificação no GP do Japão. Senti algo errado no carro, mas ainda bem que a equipe já descobriu o problema e isso será corrigido. Portanto, deveremos estar mais fortes aqui e voltar a andar mais na frente”, disse o piloto, que ficou apenas na nona colocação no treino classificatório em Suzuka. Em Yeongam, a McLaren confirmou que encontrou uma falha na suspensão do carro do piloto.

Com o quinto lugar na corrida japonesa, Hamilton ficou a 42 pontos do líder Fernando Alonso e ainda acha o título possível. “Precisamos, claro, chegar mais perto de Fernando e Sebastian, mas ainda é possível e continuarei lutando por isso”, definiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Jenson Button , Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias