Hamilton defende agência após críticas de Ecclestone

Inglês isenta a XIX de culpa pelas polêmicas e diz que devia ter usado mais o grupo que administra sua carreira

Hamilton terminou a temporada em 5º neste ano

Em entrevista ao SpeedTV, Lewis Hamilton defendeu a empresa de gerenciamento de sua carreira, XIX, bastante criticada por Bernie Ecclestone no início desta semana.

O chefão da Fórmula 1 classificou a empresa chefiada por Simon Fuller, um dos jurados do "Idolos" britânico, como um desastre após o inglês se envolver em algumas polêmicas na temporada. Não é de hoje que Bernie sugere um retorno de Hamilton ao antigo empresário: seu pai, Anthony, que gerencia hoje em dia a carreira de Paul di Resta.

"A XIX foi muito criticada, o que é bastante injusto e isso tem muito a ver comigo, foi minha falha. Eles querem ir a cada corrida e não foram mais do que atenciosos. Eu controlo isso e decidi que eles não precisavam ir, pois queria ficar na minha em algumas corridas. Para o futuro, pretendo levar eles em todas. Eles foram criticados e ficaram do meu lado", comenta.

"Eles não influenciam meu modo de pensar e de conduzir as coisas. Levei tudo sozinho e não usei os recursos que preciso otimizar"

Hamilton praticamente isenta a XIX de culpa nas polêmicas e destaca o apoio recebido: "Eles estiveram lá para me ajudar e não usei quando precisava. Mas sei que será um relacionamento e parceria de sucesso. Acho eles fantásticos, almocei com Simon em Nova York e o achei fantástico."

"Não poderia estar mais feliz com a decisão tomada, pois existem pessoas incríveis ao meu redor e estou muito ansioso para o futuro", completa o campeão mundial de 2008.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias