Hamilton diz que se sente mais forte do que nunca

compartilhar
comentários
Hamilton diz que se sente mais forte do que nunca
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
27 de set de 2018 19:00

Líder do campeonato rejeita ideia de estar com uma mão no título e admite que possui pontos fracos, mas que trabalha na melhora deles

Lewis Hamilton tem hoje a maior vantagem na classificação sobre Sebastian Vettel: 40 pontos. Restando apenas seis corridas para o fim do campeonato, o piloto da Mercedes rejeitou a ideia de que esteja com uma mão no título nesta quinta-feira, em entrevista para a TV russa.

“Você nunca tem uma mão na taça. Estamos fazendo uma corrida de cada vez, ainda há um longo caminho a percorrer e muitos pontos disponíveis e seis corridas é muita coisa. Todo mundo está trabalhando duro para melhorar o carro, enfrentaremos desafios nas próximas seis corridas, então o trabalho é exatamente o mesmo, o alvo é exatamente o mesmo e a abordagem é a mesma.”

Mas o caminho que levou Hamilton a esta condição não tem sido fácil, com ele mesmo admitindo em várias ocasiões que sua Mercedes não é o carro mais rápido do grid. Em um possível êxito sobre Vettel pelo pentacampeonato, o inglês admite que a conquista poderia ser a melhor que já teve na carreira.

“Se eu fosse medir, não seria necessariamente por causa disso, mas também por causa do grande relacionamento que existe dentro da equipe, do grande esforço de cada pessoa e os resultados que produzimos, considerando que começamos os fins de semana um pouco atrás no desempenho.”

“Assim, no geral, tem sido o ano mais difícil contra o adversário mais difícil de um tetracampeão mundial, então as apostas são altas, como sempre. Todo fim de semana é uma aposta e o risco é recompensado.”

Aos 33 anos, Hamilton afirmou também que se sente mais forte do que nunca: “Ar saudável, ar feliz. Estou mais forte do que nunca sim.”

“Todo mundo tem pontos fracos, e todo ano eu trabalho neles. É sobre tentar encontrar o melhor equilíbrio de suas capacidades, você vai ter pontos fracos, mas você só tem que trabalhar neles.”

“O menor erro ou fraqueza que temos é ampliado porque estamos muitos próximos, como no golfe, no tênis ou qualquer outra coisa.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Vettel: "Não preciso motivar a equipe, eles me motivam"

Previous article

Vettel: "Não preciso motivar a equipe, eles me motivam"

Next article

Verstappen: Red Bull teve que voltar para versão antiga de motor

Verstappen: Red Bull teve que voltar para versão antiga de motor
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias