Hamilton diz que torce por McLaren forte em 2018

compartilhar
comentários
Hamilton diz que torce por McLaren forte em 2018
9 de nov de 2017 08:45

Piloto britânico espera desafio "mais emocionante" na próxima temporada e crê que em evolução pessoal após derrota em 2016

Lewis Hamilton e Viviane Senna
Kobra e Hamilton
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Lewis Hamilton
Lewis Hamilton
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32, Fernando Alonso, McLaren MCL32

Em evento nesta quarta-feira (8) em São Paulo, o novo tetracampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton, disse que lutar com um piloto de outro time pelo mundial de pilotos, como fez este ano, é muito mais emocionante do que disputar o mundial com um companheiro de equipe.

O britânico acredita que para os fãs uma disputa entre duas equipes diferentes pelo mundial seja muito mais atraente.

“Eu acho que a qualidade de uma luta com outra equipe é melhor”, disse.

“É uma coisa completamente diferente quando você está assistindo Fórmula 1. Às vezes, quando é uma equipe só dominando, você tem vontade de dormir. Mas quando você tem um ano como este, onde temos a Ferrari bem e a Red Bull chegando, é melhor.”

Hamilton afirmou também que torce pela melhora da McLaren no próximo ano. O time inglês terá motores Renault em 2018, no lugar das problemáticas unidades da Honda.

“Eu realmente espero que a Red Bull continue a crescer junto com a Ferrari e até mesmo a McLaren na próxima temporada”, seguiu.

“Isso faz o desafio ser muito mais emocionante. Pessoalmente, para este ano estou mais forte mentalmente – este era o alvo desde o início. Sebastian assinou por mais três anos, e estou animado de fazer a vida dele difícil com a Mercedes.”

Hamilton admitiu que também treinou largadas neste ano após vários problemas em partidas no ano passado. Segundo ele, não fossem as más largadas, a história do mundial poderia ter sido outra, com ele derrotando Nico Rosberg.

“Tive mais poles do que todo mundo em 2016”, falou.

“Apesar dos problemas de confiabilidade, perdi o campeonato em más largadas. Às vezes ia para sexto e tinha de me recuperar até o pódio. Neste inverno, me senti determinado a fazer isso parar de acontecer. Eu treinei sempre e mantive isso na minha cabeça.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Os desafios de Interlagos: a prévia técnica do GP do Brasil

Previous article

Os desafios de Interlagos: a prévia técnica do GP do Brasil

Next article

Confira os horários do GP do Brasil de F1

Confira os horários do GP do Brasil de F1

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias