Hamilton é mais agressivo e Rosberg, mais seguro, diz ex-chefe

O italiano Dino Chiesa trabalhou com ambos os postulantes ao título da Fórmula 1 nos tempos de kart

Uma decisão de título apenas na última prova, e com Nico Rosberg tendo mais poles e Lewis Hamilton, mais vitórias. O cenário antes do encerramento da temporada da Fórmula 1 pode ter surpreendido muita gente, mas não Dino Chiesa, ex-chefe da equipe que os dois postulantes ao título dividiam na adolescência.

[publicidade] O italiano comandava a o Team MBM, em 2000 e 2001, quando Lewis e Nico tinham 15-16 anos. Foram as duas últimas temporadas de ambos no kart, antes de começar a andar em monopostos. “Eles deveriam ter passado três anos juntos, mas eram tão rápidos que foram para os carros depois de dois. Nico foi para a F-BMW e Lewis, para a F-Renault.

“Lewis era mais maduro”, lembrou Chiesa ao Daily Mail. “Nico tinha de aprender dele. Lembro do GP da Austrália de 2008, quando eles tiveram seu primeiro pódio juntos na Fórmula 1. Lewis me ligou cedo por causa da diferença de fuso, Ele estava muito feliz, disse que tinha sido como nos tempos de kart.”

O especialista disse ter previsto antes da temporada começar que Nico teria mais poles que Lewis, enquanto o inglês o superaria nas corridas. “Nico precisa de tempo para chegar no limite e por isso a classificação é boa para ele. Lewis consegue chegar ao limite imediatamente, e isso ajuda na corrida. Ele é mais agressivo e melhor em saber quando ultrapassar. Ele faz as coisas parecem fáceis. Não é tão fácil para Nico, que é mais seguro e consistente”, avalia.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias