Hamilton espera que Hulk e Alonso deem trabalho na corrida

Inglês abre a terceira fila, enquanto o companheiro Rosberg se perdeu com os pneus e sai apenas na 12ª posição

Mesmo não tendo um grande final de semana, Lewis Hamilton não escondeu a frustração por ter se classificado em quinto lugar para o GP dos Estados Unidos. Mesmo largando do lado limpo, o inglês acha que terá vida difícil na disputa com Nico Hulkenberg, quarto no grid, e Fernando Alonso, sexto.

“O carro é obviamente rápido, mas não tenho conseguido extrair tudo dos pneus. Na corrida, espero estar melhor, mas precisamos passar a Sauber, que é muito rápida nas retas, assim como a Ferrari, que está logo atrás de nós, então será difícil. Por outro lado, as Lotus não estão tão rápidas e podemos ter uma chance com eles. As Red Bull já vão ter sumido na frente.”

O piloto disse que sua Mercedes se comportou de maneira bem diferente da última sessão de treinos livres, que terminou duas horas antes da classificação, e a definição do grid.

“O carro não estava ruim no treino livre, mas depois o vento estava trazendo ar sujo para a parte traseira do carro e o comportamento ficou bem estranho. Os pneus também mudaram bastante.”

Mas quem sofreu mesmo com as mudanças foi Nico Rosberg, que larga apenas em 12º, tendo lucrado com punições a Jenson Button e Esteban Gutierrez. “Os pneus não funcionaram para mim e foi por isso que tivemos algumas surpresas no treino, com a Williams e a Sauber. Eu sei como fazer meu carro trabalhar bem com os pneus, mas decidi por um outro tipo de acerto porque não achava que estaria tão ruim e porque, na corrida, estará muito quente. O carro vai estar muito bem na prova, mas vai ser difícil porque me classifiquei mal demais.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias