Hamilton explica melhora da Mercedes, mas evita falar em título

Inglês diz que peças novas começaram a funcionar e fizeram com que a equipe melhorasse no trato dos pneus

Uma vitória em um circuito que provoca um grande desgaste de pneus foi a prova de que a Mercedes superou os problemas enfrentados no início do ano, quando o carro era muito rápido na classificação e decaía em termos de ritmo na corrida. Após a conquista de Nico Rosberg no GP da Grã-Bretanha, Lewis Hamilton explicou que o resultado de Silverstone não foi uma coincidência.

“Não foi algo de uma hora para a outra, foi um processo que levou um tempo. As pessoas falam que foi uma surpresa, mas não foi, pois vi o trabalho feito na fábrica e os resultados vêm disso”, garantiu.

Ao TotalRace em Nurburgring, onde disputa a nona etapa do ano, Hamilton explicou que, embora o tipo de acerto utilizado seja semelhante, foram as peças novas trazidas pela Mercedes que explicam o crescimento.

“Tivemos peças novas do carro desde as duas corridas em que realmente tivemos dificuldades, que foram Barcelona e Bahrein. Havia coisas programadas que demoraram um pouco para chegar. Tentamos alguns desenhos alternativos que não funcionaram muito bem e que agora começaram a funcionar, o que é ótimo. Espero que continue assim.”

Então os problemas com os pneus acabaram? “Gostaria de pensar que sim”, disse Hamilton. “Em Silverstone, tínhamos um upgrade para ajudar o carro a lidar com os pneus e parece ter funcionado, mas podemos desenvolver isso para funcionar ainda mais. Aqui temos os pneus similares aos do Canadá e, lá, Sebastian abriu meio segundo por volta. Então claro que temo que isso volte a acontecer. Mas estamos definitivamente no caminho para resolver essa questão.”

Mesmo com a melhora, Hamilton não se coloca na luta pelo campeonato. O inglês é quarto colocado 43 pontos atrás de Sebastian Vettel. “Não penso nisso no momento, mas acho que esta equipe tem o potencial para vencer o campeonato, só não sei se nesse ano ou se no ano que vem.”

Por outro lado, o piloto deixa claro que, daqui em diante, sua preocupação é em brigar com os ponteiros. Perguntado se observava a situação difícil de sua ex-equipe, a McLaren, o inglês foi direto. “Não estou focando neles nesse ano, na verdade no começo eu estava procurando saber onde eles estavam na classificação e tal, mas agora estou mais preocupado com as Red Bull.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias