Hamilton: F1 está na Idade da Pedra perto de outros esportes

compartilhar
comentários
Hamilton: F1 está na Idade da Pedra perto de outros esportes
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Adam Cooper
15 de jun de 2018 11:47

Britânico diz que categoria ainda tem muito o que crescer perto de outras modalidades do esporte mundial

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, and Ross Brawn, Managing Director of Motorsports, FOM
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, in the drivers parade
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33

O campeão mundial de Fórmula 1, Lewis Hamilton, acredita que as corridas vão mudar para melhor depois de ficarem "na Idade da Pedra" em comparação com outros grandes esportes.

Depois de criticar o desdobramento de um possível projeto de circuito para a disputa de uma corrida de F1 em Miami, Hamilton disse que não entende por que os pilotos não são consultados sobre grandes decisões.

Ele não espera que isso mude, mas acredita que a era da F1 com a Liberty Media progredirá em outras áreas, como mídia social e apelo internacional.

Perguntado se os pilotos serão considerados mais no futuro, Hamilton respondeu: "não. Nunca foi o caso até agora, então eu não espero que seja o caso no futuro”.

"Mas eu acredito em Chase (Carey, CEO da F1) e sua equipe querendo trazer mudanças.”

"Realmente, a Fórmula 1 esteve na Idade da Pedra comparada à NFL, ao futebol e a todos os outros grandes esportes, e estamos tentando recuperar o atraso, mas é um processo longo.”

"É um grande trabalho para o Chase – ele só veio há alguns anos atrás, antes disso as mídias sociais não eram permitidas. Bernie (Ecclestone, ex-CEO da F1) disse que isso não era importante.”

"Agora, algo tão grande quanto mídia social é enorme. É uma plataforma realmente poderosa, e agora isso é permitido se as pessoas quiserem usar."

Além de uma corrida em Miami, a F1 também foi associada a um GP no Vietnã.

Mais de um quarto dos GPs no calendário atual – Bahrein, China, Cingapura, Abu Dhabi, Rússia e Azerbaijão – não tiveram uma corrida antes de 2004.

Hamilton disse que é ótimo para a F1 adicionar novos territórios, mas afirmou que o mundial precisa ter um crescimento significativo.

"É um processo muito lento transmitir a Fórmula 1 para todo o mundo", disse Hamilton. "É loucura pensar que a Fórmula 1 ainda é tão desconhecida em tantos territórios, mas é global e está na TV.”

"Há mais a ser feito, mas acho que eles estão dando os passos certos.”

"Ter mais corridas nos EUA é uma coisa boa. Estou ansioso por isso, mas as corridas de fato precisam ser ainda mais empolgantes."

Next article
Hamilton: Duvidar do título seria “sinal de fraqueza”

Previous article

Hamilton: Duvidar do título seria “sinal de fraqueza”

Next article

VÍDEO: Game F1 2018 terá opção sem halo para jogador

VÍDEO: Game F1 2018 terá opção sem halo para jogador
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias