Hamilton fecha sexta-feira na frente de Rosberg em Abu Dhabi

Diferença entre os rivais pelo título foi de apenas 0s083 em dia difícil para a Williams e com Alonso na lanterna

Nico Rosberg foi mais rápido com os pneus macios, mas Lewis Hamilton retomou a ponta com os supermacios e fechou a segunda sessão de treinos livres do GP decisivo em Abu Dhabi 83 milésimos à frente do companheiro e rival pelo título.

[publicidade] Com Fernando Alonso na lanterna após mais uma quebra da Ferrari e Felipe Massa em décimo, quem mais se aproximou das Mercedes foi a McLaren de Kevin Magnussen.

Nos primeiros minutos, Massa começou andando forte com a Williams depois de perder praticamente toda a primeira sessão de treinos livres por um problema na instalação da carenagem de uma parte nova em seu carro, a exemplo do que aconteceu com o companheiro Valtteri Bottas.

A exemplo da sexta-feira no Brasil, Fernando Alonso ficou pelo caminho com a Ferrari. Pelo menos desta vez, não teve de dar uma de bombeiro: o problema de sua Ferrari foi elétrico. Quem também teve problemas foi Jenson Button, que demorou meia hora para entrar em sua McLaren, que tinha um problema hidráulico, descoberto ainda na primeira sessão.

Sem obstáculos técnicos, a dupla da Mercedes continuou mais um capítulo de dominação, mas, ao contrário do que aconteceu no primeiro treino, era Rosberg quem dominava quando ele e Hamilton ainda testavam os pneus macios, agora em condições mais parecidas com as que serão enfrentadas na corrida. O alemão foi sete décimos mais rápido que o inglês nestas condições, colocando 1s1 no terceiro, Bottas.

Com pouco menos de uma hora para o final da sessão, os pilotos começaram a usar os pneus supermacios, fazendo simulações de classificação. Os pilotos demonstraram problemas em equilibrar o rendimento dos pneus: na primeira volta, com aquecimento, e, após poucas voltas, com a degradação dos traseiros.

Nas primeiras tentativas das simulações, melhor para Hamilton, 0s144 mais rápido que Rosberg. Magnussen colocou a McLaren em terceiro, enquanto as Red Bull, lideradas por Vettel, vinham logo atrás. As Mercedes ainda dariam uma segunda volta rápida, e Rosberg conseguiu diminuir a diferença para 0s083, mostrando o equilíbrio entre os postulantes ao título.

A dupla da Williams, acostumada a ser a que mais se aproxima das Mercedes nas últimas etapas, demonstrava sofrer com o equilíbrio do carro nas freadas. Apesar de serem os dois carros mais rápidos nas retas, Bottas só conseguiu ser o quinto e Massa, nono.

A próxima vez que os carros entrarem na pista será na terceira e última sessão de treinos livres, a partir de 8h da manhã desde sábado. A classificação começa às 11h.

Confira os tempos da segunda sessão

1. Lewis Hamilton Grã-Bretanha Mercedes-Mercedes 1m 42.113s 
2. Nico Rosberg Alemanha Mercedes-Mercedes 1m 42.196s 
3. Kevin MagnussenDinamarca McLaren-Mercedes 1m 42.895s 
4. Sebastian Vettel AlemanhaRed Bull-Renault 1m 42.959s 
5. Valtteri Bottas Finlândia Williams-Mercedes 1m 43.070s 
6. Daniel Ricciardo Austrália Red Bull-Renault 1m 43.183s 
7. Kimi RaikkonenFinlândia Ferrari-Ferrari 1m 43.489s 
8. Jenson Button Grã-BretanhaMcLaren-Mercedes 1m 43.503s 
9. Daniil Kvyat Rússia Toro Rosso-Renault 1m 43.546s 
10. Felipe Massa Brasil Williams-Mercedes 1m 43.558s 
11. Sergio Perez México Force India-Mercedes 1m 43.746s 
12. Pastor Maldonado Venezuela Lotus-Renault 1m 44.005s 
13. Nico Hulkenberg Alemanha Force India-Mercedes 1m 44.068s 
14. Jean-Eric Vergne França Toro Rosso-Renault 1m 44.157s 
15. Esteban Gutierrez México Sauber-Ferrari 1m 44.316s 
16. Adrian Sutil Alemanha Sauber-Ferrari 1m 44.763s 
17. Romain GrosjeanFrança Lotus-Renault 1m 44.986s 
18. Kamui Kobayashi Japão Caterham-Renault 1m 45.505s 
19. Will StevensGrã-BretanhaCaterham-Renault 1m 47.057s 
20. Fernando Alonso Espanha Ferrari-Ferrari sem tempo 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias