Hamilton garante: “não tenho dúvidas de que poderia vencer”

Piloto é obrigado a ser apenas o segundo após ter problemas com pressão de água em seu motor e tem de diminuir ritmo

O tricampeão Lewis Hamilton fez uma grande corrida neste final de semana na Rússia. Saindo de décimo, ele foi esperto na segunda curva para escapar da confusão entre Daniil Kvyat e Sebastian Vettel. O inglês subiu para quinto.

Na relargada após a entrada do Safety Car, ele passou Felipe Massa. Em seguida ele passou, Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas, indo para segundo.

Hamilton ainda começou a tirar a diferença de 12s que Rosberg tinha acumulado até aquele momento. Ele diminuiu o espaço para 7s, mas teve problemas na pressão de água do motor e precisou ser mais lento, chegando 25s atrás de Rosberg.

“Com certeza, não foi uma primeira curva das mais fáceis. Mas a corrida foi inteira assim. Mas estou feliz pela equipe e por conseguir bons pontos”, disse o piloto da Mercedes.

“Na manobra com Kimi Raikkonen, acho que ele não esperava que eu o passasse ali - o que foi ótimo. E com Valtteri Bottas eu vim de bem longe. Ele não pareceu se defender, então facilitou o trabalho.”

O inglês disse que acha que poderia vencer a prova sem seu problema mecânico. “Não havia dúvida na minha cabeça de que poderia ganhar esta corrida”, cravou.

“Tinha ritmo, mas aí tive que diminuir porque tivemos um problema no motor. Depois não pude mais acelerar tudo nas retas para poder chegar.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pista Sochi Autodrom
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias