Hamilton lamenta abandono de Rosberg e vê 'sonho' virar realidade

Britânico assumiu a liderança do Mundial de Pilotos com a vitória deste domingo em Cingapura

Hamilton venceu pela sétima vez na temporada e assumiu a liderança
Nem nos próprios sonhos, Lewis Hamilton esperava assumir a liderança do Mundial de Pilotos da Fórmula 1. Entretanto, a realidade é essa. O britânico, com a vitória no GP de Cingapura e o abandono de Nico Rosberg, companheiro de Mercedes, subiu para o primeiro lugar na classificação e não escondeu a satisfação depois da corrida deste domingo.
 
[publicidade] “Estava à procura de uma final de semana limpo, e o encontrei aqui. Estava sonhando ontem, mas não imaginava que isso poderia acontecer”, discursou Hamilton depois da segunda vitória consecutiva na temporada – o britânico foi o primeiro em Monza. 
 
“Tenho que agradecer ao meu time, pois sabíamos que tínhamos carro para lutar aqui. Não faria nada sem eles”, compartilhou o piloto britânico, que, entretanto, tratou de ponderar a felicidade em virtude de Rosberg, que enfrentou sérios problemas em Cingapura.
 
“Não foi um final de semana perfeito para a equipe por causa do Nico, então temos que trabalhar em algumas coisas”, sentenciou Hamilton, lamentando o abandono do alemão, que sofreu com problemas antes mesmo da largada, ao permanecer parado no grid enquanto os adversários realizavam a volta de aquecimento em Cingapura.
 
O triunfo deste domingo, o sétimo na temporada, deixou Lewis Hamilton com 241 pontos, apenas três a mais do que Rosberg, que zerou no sudeste asiático ao deixar a corrida antes mesmo do final.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias