Hamilton lamenta erro na última volta: "Estava 0s7 mais rápido"

Inglês larga em segundo e se vê com chance de pressionar Vettel; Rosberg reclama de rádio quebrado

Em uma pista na qual venceu em três oportunidades, mas na qual tem um curioso histórico de vencer ou bater, Lewis Hamilton espera que este seja mais um ano para alcançar o lugar mais alto do pódio no GP do Canadá. Largando pela quarta vez em cinco corridas na primeira fila, em segundo, o inglês confia no rendimento do carro, tanto no molhado, quanto no seco.

“O carro está bom em ambas as condições, então acho que temos uma chance. Só estou um pouco desapontado com minha última volta. Estava sete décimos mais rápido antes da última curva, que estava muito escorregadia e infelizmente fui reto. Seria uma boa oportunidade para nós. Temos um bom carro e sinto que estou bem aqui , então vamos ver o que podemos fazer amanhã.”

O inglês afirmou ao TotalRace que se identifica com o circuito Gilles Villeneuve. “É uma pista para pilotos agressivos. Você tem de ser respeitoso com os muros ao mesmo tempo em que mostra que não está assustado por causa deles. Também é importante frear mais tarde.”

Sem conseguir repetir o desempenho das últimas três classificações, em que foi pole, Nico Rosberg larga na quarta colocação.

“Estou um pouco desapontado. Infelizmente, meu rádio parou de funcionar e a comunicação com o engenheiro é crucial sob essas condições. O grande problema era não saber se tinha mais uma volta para melhorar meu tempo, mas no geral posso ficar feliz em largar da segunda fila e espero ter uma prova forte amanhã.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias