Hamilton lamenta punição e diz que Ferrari é sonho antigo

Para inglês, existia medo de pena mais severa, mas Mercedes perde muito ficando fora dos testes para novatos

Na sede da Mercedes, em Brackely, Lewis Hamilton deu uma coletiva de imprensa nesta terça-feira lamentando a punição sofrida pela Mercedes, que não poderá participar dos testes dos novatos em julho. “É péssimo, pois é bem importante e estávamos planejando várias coisas. Teremos que recuperar isso em algum lugar”, comentou o inglês.

O piloto disse que, na última semana, tentou tirar a questão do julgamento da cabeça para pensar apenas no GP de Silverstone, mas também sempre procurou ficar bem informado. “O Ross Brawn sempre me mandava e-mails me informando sobre as situações que nós nos encontrávamos. Mas tentei não gastar energia com isso e focar na corrida”, revelou o campeão de 2008, que temia uma punição mais forte, como ficar fora de um GP. “Acabou sendo um alívio para todos. Todos ficaram aliviados por poder se preparar para a próxima corrida”, acrescentou.

À F1 Racing, Hamilton falou também sobre sua atual equipe e a possibilidade de defender a Ferrari no futuro. “No momento estou muito feliz e não consigo me ver em outro lugar, mas o que posso dizer é que em toda a minha carreira, desde o kart, a Ferrari sempre se destacou com uma das melhores, então é um sonho para qualquer piloto”, observou o inglês, que garante também não ver problema em correr ao lado de Vettel na Red Bull.

“Correria contra qualquer piloto em qualquer equipe. Isto não é problema para mim. Vettel tem um grande carro, então seria algo prazeroso e uma grande experiência”, concluiu.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias