Hamilton: Mercedes derrotou a Ferrari na guerra psicológica

compartilhar
comentários
Hamilton: Mercedes derrotou a Ferrari na guerra psicológica
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
8 de out de 2018 15:47

Britânico reflete em duelo pela temporada deste ano e se orgulha de trabalho feito por equipe em 2018

Lewis Hamilton acredita que ele e a Mercedes podem receber crédito por colocar pressão sobre a Ferrari na "guerra" psicológica das duas equipes na Fórmula 1 pelo título de 2018.

Hamilton venceu os últimos quatro GPs e tem uma vantagem de 67 pontos sobre Sebastian Vettel, da Ferrari, e pode vencer seu quinto campeonato na próxima corrida nos Estados Unidos.

O ano de Vettel foi prejudicado graças a seus próprios erros, como os acidentes na Alemanha, na Itália e no Japão, além de erros estratégicos da Ferrari.

Hamilton disse: "juntos, nós [ele e a Mercedes] podemos reivindicar crédito por aplicar pressão e, em última análise, isso é o que acontece em uma batalha frente a frente com os principais concorrentes”.

"Mesmo que eles ainda estejam indo muito bem, um deles não pode fazer sempre o mesmo. É uma batalha psicológica e uma guerra na qual estamos, e acho que isso vem de todo mundo. Todo mundo colocou 100%. Eu sou grato por ter entregado isso e pela equipe ter entregado também."

Hamilton venceu seis das últimas sete corridas para tirar a pequena liderança que Vettel tinha depois da primeira metade da temporada.

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09 and Sebastian Vettel, Ferrari SF71H

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09 and Sebastian Vettel, Ferrari SF71H

Photo by: Andy Hone / LAT Images

Mesmo claramente se beneficiando de a Mercedes melhorar seu ritmo, no mesmo momento em que a Ferrari caiu, Hamilton tem desempenhado um papel fundamental.

Ele venceu na Rússia na semana passada graças ao uso de ordens de equipes por parte da Mercedes, mas se estabeleceu confortavelmente à frente do companheiro de equipe, Valtteri Bottas, que não supera o britânico desde o GP do Canadá.

Hamilton também superou Vettel em disputas na Itália e na Rússia.

"Eu me sinto muito, muito orgulhoso do nosso desempenho, nós continuamos em curso com nosso plano e continuamos a entregar a força e o ritmo que temos", disse Hamilton.

"Eu disse aos engenheiros: 'espero que vocês sintam que estão melhores', porque realmente nós estamos e devemos tomar nota disso.”

"Porque nós estamos nisso, nós fazemos reuniões, nós nunca estamos parados e então voltamos para a fábrica e vamos para a próxima corrida. É difícil tomar um segundo e reconhecer todo o ótimo trabalho que fazemos individualmente e coletivamente."

"É quase como se fosse uma maratona, não um sprint, e quando você está correndo e fica sem energia para acompanhar, outros têm mais.”

"Parece que temos mais resistência neste ano, o que é uma coisa boa."

Próxima Fórmula 1 matéria
Top 10: Fórmula 1 Japão 2018

Previous article

Top 10: Fórmula 1 Japão 2018

Next article

Honda teve que mudar configuração de motor no grid no Japão

Honda teve que mudar configuração de motor no grid no Japão
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Localização Suzuka
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias