Hamilton não canta vitória após pole: “O que conta é amanhã”

Inglês confirma o favoritismo e larga na frente pela terceira vez no ano, mas destaca Alonso vindo de trás

Lewis Hamilton confirmou o favoritismo dos treinos livres e sequer precisou terminar sua segunda tentativa na última parte da classificação para fazer a pole do GP da Itália. O inglês, no entanto, que não largava em primeiro desde a segunda etapa do ano, preferiu não cantar vitória.

“É um resultado muito forte, mas o que conta é amanhã”, afirmou ao TotalRace, lamentando o problema que tirou Fernando Alonso da briga. “Acho que é uma pena para Fernando, porque ele tem sido muito rápido por todo o final de semana e tenho certeza de que ele estaria junto de nós. Mas, para amanhã, tenho certeza de que ele terá um ótimo carro e uma mentalidade muito forte. Espero vê-lo mais à frente.”

Hamilton se mostrou tranquilo em relação à estratégia, que deve ser de apenas uma parada, mas salientou que é necessário cuidar de sua durabilidade.

“Os pneus serão interessantes amanhã. Sabemos qual será nossa estratégia, mas temos de nos focar em fazê-los durar o máximo possível.”

O piloto da McLaren se disse mais focado para este GP da Itália do que na última corrida, na Bélgica, quando se mostrou irritado após ter feito uma classificação ruim, publicando tweets que causaram mal estar dentro da McLaren.

“Não tive nenhuma distração nesse final de semana, tudo tem sido muito positivo. O apoio que tive de minha família e amigos, como sempre, foi muito bom e estou curtindo o fim de semana.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias