Hamilton não descarta ser superado pela Red Bull na classificação

Mesmo feliz com sua McLaren, inglês lembra que Vettel e Webber crescem ao sábados e foca no ritmo de corrida

Mesmo dominando a sexta-feira de treinos livres para o GP do Brasil, Lewis Hamilton quer esperar até a classificação para saber qual a evolução que a Red Bull terá durante o final de semana. O inglês argumenta que a equipe de Vettel e Webber costuma crescer aos sábados e, por isso, não sabe se o bom início da McLaren lhe dará a pole.

“Estamos bem, assim como nas últimas corridas, mas aqui é muito duro com os pneus. Espero que consigamos continuar competindo com eles amanhã. Será o melhor sábado para ter uma pole, com certeza. O ritmo em uma volta lançada é muito bom”, afirmou.

“Tivemos um pouco de dificuldade com o pneu duro, mas consegui uma volta muito boa no macio, fui oito décimos mais rápido que os outros logo de cara. Sebastian fez várias tentativas e apenas no final ele conseguiu fazer um tempo parecido, então isso é positivo. Temos de ver amanhã, porque a classificação é diferente, a Red Bull parece ser muito boa em classificação. Porém, nas simulações mais longas, fomos mais rápidos, pelo menos que o Webber.”

Com um carro diferente do companheiro, Hamilton acredita que Jenson Button deve usar um acerto mais semelhante ao seu no restante do final de semana. O piloto testou uma asa feita para circuitos de maior velocidade.

“A asa que Jenson testou é um pouco diferente da minha. É a que ele usou em Spa e em Monza e é mais competitiva em algumas áreas do que aquelas que vínhamos usamos nas últimas corridas. Ele quis testá-la e acho que foi muito competitivo com os pneus duros, mas disse que teve dificuldades depois. Essa é uma pista de downforce, quanto mais, melhor. Então tenho certeza de que ele irá na mesma direção que eu.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias