Hamilton: “Não farei a coisa fácil como Rosberg e parar”

Inglês, recém-coroado tetracampeão mundial, garante que ainda se sente motivado para ampliar suas estatísticas na categoria

Recentemente coroado tetracampeão mundial de F1, Lewis Hamilton garantiu que ainda não se deu por satisfeito e que se sente faminto para ampliar ainda mais suas estatísticas na categoria.

Agora, o inglês tem menos títulos que somente Michael Schumacher e Juan Manuel Fangio (sete e cinco, respectivamente), sendo que também está atrás do alemão em número de vitórias (91 a 62). Porém, em pole positions, Hamilton já lidera, com 72.

Hamilton, que admitiu já ter flertado com a ideia de se aposentar no passado, afirmou que seu foco está totalmente voltado em continuar com seu sucesso na F1.

“Espero que eu tenha meu lugar garantido aqui e que eu possa continuar enquanto eu estiver no topo da minha forma. Essa é a minha meta. Obviamente, eu poderia fazer a coisa fácil que Nico [Rosberg] obviamente fez, que é simplesmente parar, e me contentar com os quatro títulos. Mas acho que há mais em mim. Acho que há mais a vir, mais desafios. Há tempos difíceis pela frente, e eu gosto disso. Amo isso, é desafiador”, disse o piloto da Mercedes.

“Eu gostei deste ano mais do que nunca. Em alguns momentos seria melhor viver em um único lugar, socializar mais, passear com meus cachorros todos os dias e surfar. Mas aí eu penso que há muito da vida para ser vivida além dos 40 anos, e ali eu não conseguiria mais voltar à F1. Então, vai haver um ponto em que eu vou pensar ‘OK, já tive o suficiente’.”

Em 2016, Nico Rosberg se aposentou de forma surpreendente após conquistar seu primeiro título mundial. Ele foi substituído na Mercedes por Valtteri Bottas, que, agora, luta para ficar com o vice em 2017. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias