Hamilton: "não preciso ser amigo de Rosberg"

Piloto falou sobre a relação com companheiro de equipe e até citou exemplos de outros esportes

A história da Fórmula 1 já cansou de mostrar casos de companheiros de equipe que não eram amigos ou chegaram perto disso. A Mercedes atual é uma prova viva. O inglês Lewis Hamilton, tricampeão do mundo, sendo dois pelo time alemão, declarou abertamente que não tem hoje qualquer laço de amizade com Nico Rosberg.

"Éramos amigos quando crianças. Não somos mais próximos um do outro", disse Hamilton em evento da Petronas em Kuala Lumpur.

"A mídia tenta elevar nosso relacionamento a uma grande amizade, mas não é assim."

Em seguida, Hamilton se aprofundou sobre o convívio.

"Nico tem seu grupo de amigos e eu tenho o meu. Não jantamos juntos, não vamos às mesmas festas, não queremos ir ao cinema juntos e não saímos."

"Somos concorrentes ferozes. Ele quer me vencer e eu quero vencê-lo. Tenho certeza de que um dia, quando me aposentar, vamos sentar e rir de toda essa merda de competitividade."

"Estaremos numa boa, com nossos filhos brincando juntos e toda essa baboseira, mas agora não estamos assim e não há necessidade disso."

O inglês fez questão de citar outros esportes.

"Isso acontece em outros esportes também. Veja o caso das irmãs Williams. Quando uma compete com a outra, certamente a Serena não pensa que está jogando contra sua melhor amiga."

Mas ponderou a realidade da F1.

"Mas na F1 você tem companheiros de equipe com prioridade de vencer o mundial de construtores e trabalhamos juntos."

"Quando Nico vence uma corrida, eu preciso estar logo atrás e vice-versa."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias