Hamilton pede desculpas por punição: “Foi minha culpa”

Inglês reconhece erro em lance no primeiro pitstop e agradece ao “cavalheiro” Bottas pelo jogo de equipe na corrida

Lewis Hamilton assumiu a culpa pela punição que sofreu durante o GP do Bahrein, a terceira etapa da temporada de 2017 da F1. O inglês reconheceu o erro e considera que isso atrapalhou sua tentativa de vitória, já que acabou com o segundo lugar, logo atrás de Sebastian Vettel.

Hamilton realizou seu primeiro pitstop da corrida sob o safety car. Como estava imediatamente atrás de seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, que também pararia naquele momento, o tricampeão “segurou” o pelotão atrás de si a fim de ganhar espaço e perder menos tempo para a concorrência.

Isso é proibido segundo o regulamento esportivo da F1. Assim, Hamilton sofreu uma punição de 5s, sendo que, na bandeirada, esteve apenas 6s atrás de Vettel.  

“Primeiramente, parabéns a Sebastian. Ele fez um trabalho fantástico, e obrigado a Valtteri por ter sido um cavalheiro. Obviamente, foi uma corrida muito difícil. Ela não começou bem, mas o incidente do pitlane foi realmente minha culpa. Então, desculpas a equipe pelo tempo perdido”, disse Hamilton.

“Tentei dar o meu melhor para tirar o atraso, mas a diferença era muito grande. Mas dei tudo o que pude e a Ferrari fez um ótimo trabalho. Então, vamos trabalhar duro juntos, nos reerguer como equipe e voltar lutando”, completou.

Com o resultado, Hamilton fica com o segundo lugar no campeonato, sete pontos atrás de Vettel.  

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Sub-evento Domingo - corrida
Pista Bahrain International Circuit
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias