Hamilton quer ver Fórmula 1 correndo na África do Sul

Fora do calendário desde 1993, país africano tem apoio de Hamilton e seu pai para voltar ao calendário da categoria

A última corrida realizada no autódromo de Kyalami, na África do Sul, aconteceu no longínquo 1993. Por isso, em entrevista à BBC, Hamilton gostaria que o país voltasse a sediar a Fórmula 1 em um futuro próximo por ter uma boa base de fãs.

"Correr na África do Sul seria surreal, eles têm uma boa pista lá e os fãs seguem. Eles são demais. Eu já estive lá e todos são muito apaixonados", disse ele.

"Para mim é definitivamente um dos GPs mais importantes que precisamos ter no calendário.”

"Acho que eles poderiam fazer uma corrida. Meu pai foi trabalhar estreitamente com o governo para tentar trazer essa corrida ao calendário. Vou trabalhar para isso também."

Hamilton também sente que a Fórmula 1 precisa mudar sua mentalidade, e colocar um maior enfoque em localizar bases de fãs ao considerar novos eventos. No ano que vem o GP da Europa será realizado em Baku, no Azerbaijão – local que não guarda tradição de esporte a motor.

"Quando se fala em GPs nós temos de pensar em logística e dinheiro, mas também devemos focar nos fãs", disse ele.

"Existem muitos países com enormes bases de fãs, e alguns países que não são apaixonados por F1 e não sabem nada sobre isso. Para os que gostam, precisamos ter certeza de que estamos prestando atenção neles para atendê-los."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias