Hamilton reconhece crescimento de Button dentro da McLaren

Inglês diz ainda que problema de Felipe Massa é que ele "não dá espaço nenhum", mas afirma não querer "criar drama"

Hamilton foi o quinto colocado no campeonato de 2011

Quinto colocado no campeonato de 2011, Lewis Hamilton teve duas espécies de “encostos” durante o ano. O primeiro, seu próprio companheiro de equipe, Jenson Button, fazendo o que muitos consideram a melhor temporada da carreira. O outro, Felipe Massa, com quem se encontrou – e bateu por cinco vezes – durante o ano.

“Nos encontramos em posições em que estávamos lutando e Massa é um piloto difícil de passar porque ele nunca lhe dá nenhum espaço”, justificou Hamilton à La Gazzetta dello Sport. “Mas não é algo para criar drama. Não tenho nada contra ele.”

A respeito de Button, o campeão de 2008 reconheceu que o piloto se adaptou muito bem à McLaren e hoje, dois anos depois de sua chegada, está bem à vontade em Woking.

“Jenson é muito rápido e construiu ao seu redor um time muito forte de técnicos. Sempre quero batê-lo e nunca estou feliz se não consigo. Mas psicologicamente não vejo como um problema. Adoraria lutar pelo campeonato contra ele, só depende do carro da McLaren.”

E, pelo menos na impressão inicial de Hamilton, isso pode acontecer. O inglês garantiu ainda que “a nova McLaren parece ser muito superior em relação ao carro do ano passado.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias