Hamilton: Reunião com Toto Wolff “reiniciou” relação

Britânico fala de importância de conversa com chefe no início do ano após temporada conturbada em 2016

O duelo com Nico Rosberg pelo título da temporada de 2016 dentro da Mercedes deixou suas marcas na relação de Lewis Hamilton com o chefe da equipe, Toto Wolff.

E, após a surpreendente aposentadoria do alemão, Hamilton e Wolff se encontraram para lavar a roupa suja no início do ano. O tetracampeão do mundo crê que esta tenha sido a chave para sua boa temporada.

"Se você estiver no escritório e seu chefe não quiser você lá, será um ambiente merda, não é? Você quer trabalhar lá, mas também não", explicou Hamilton.

"Isso é negatividade, que te afasta da sua excelência.”

"Nossa reunião foi realmente importante para redefinir as coisas, então quando eu chegava os caras sabiam que ia dar tudo e eles funcionavam muito mais e vice-versa.”

"Se há alguma negatividade ou questão, ela só irá nos impedir, então foi quase uma purificação do relacionamento e um reinício em uma base sólida que já havia construído há anos."

Hamilton tornou-se o ponto de referência natural para a Mercedes no início de 2017, devido à inexperiência relativa de Valtteri Bottas e o fato de o britânico estar no time desde 2013.

Mas Hamilton não se vê como líder da equipe na Mercedes.

"Não me vejo como líder do time. Acredito que sou um pequeno link em uma longa cadeia", acrescentou o britânico. "Todos nós somos a chave.”

"A chave é tornar o link tão forte quanto possível e é isso que conseguimos fazer neste ano".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias