Hamilton se anima com ritmo e pouca degradação da Mercedes

Segundo nos treinos livres, inglês só se preocupa com a chuva, esperada pela classificação: "Aí vira loteria"

Segundo colocado na sexta-feira de treinos livres para o GP do Canadá, etapa que venceu em três oportunidades, Lewis Hamilton se mostrou animado não apenas com o ritmo de sua Mercedes em classificação, como também com a durabilidade dos pneus nas simulações de corrida.

Comparando as corridas de Mônaco, vencida pela equipe, e da Espanha, quando seu companheiro, Nico Rosberg, fez a pole e caiu de produção na corrida, Hamilton acredita que a situação do Canadá se assemelha mais à última etapa.

“Acho que tem a ver mais com Mônaco, pelo menos é o que estou sentido. Espero que este seja o caso, porque isso significaria que temos um bom carro para este final de semana.”

A única preocupação do inglês é em relação à chuva, que deve cair em Montreal na classificação.  “Quando chove, fica uma loteria, mas no seco acho que temos uma boa chance para fechar a primeira fila e, na corrida, é uma questão de fazer os pneus durarem. Não fomos tão mal hoje, então espero que continuemos assim ao longo do final de semana.

Nico Rosberg, quinto ao final dos treinos livres, se mostrou animado com o início de final de semana da Mercedes, ainda que não tenha se dado tão bem com os novos pneus, que a Pirelli trouxe em caráter experimental a Montreal.

“A primeira sessão foi interessante e aprendemos muito enquanto a pista estava secando. À tarde, queríamos entender como o novo pneu funciona: tive problemas ao aquecer os dianteiros e também os fritei. No final das contas, foi um dia bom, ainda que precise ver como nosso ritmo de corrida está em comparação aos demais.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias