Hamilton se diz empolgado por diferença menor para rivais

compartilhar
comentários
Hamilton se diz empolgado por diferença menor para rivais
Por: Jack Cozens
23 de mar de 2018 11:09

Inglês, líder das duas sessões de Melbourne, celebra que vantagem para concorrência caiu do primeiro treino para o outro

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 practice starts
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes-AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes-AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes-AMG F1 W09

Lewis Hamilton disse ser “empolgante” que a diferença que separou a Mercedes e suas rivais na F1 tenha sido reduzida entre primeiro e segundo treinos livres para o GP da Austrália.

O tetracampeão foi o mais veloz em ambas as atividades em Melbourne, mas sua vantagem de 0s5 para Valtteri Bottas e 0s7 para o melhor não-Mercedes no primeiro treinou se transformou em uma diferença de 0s1 para Max Verstappen, o segundo mais veloz, no segundo treino livre.

Hamilton afirmou que ficou feliz com o pelotão mais compacto, já que isso o forçaria a extrair ainda mais de sua Mercedes W09.

“Foi um bom dia”, disse Hamilton. “Começamos com o pé direito e passamos por tudo que tivemos que passar.”

“As coisas ficaram um pouco mais parelhas entre nos no segundo treino livre em termos de diferença entre os carros, mas é empolgante de qualquer forma – é mais desafiador para que eu esprema ainda mais do carro.” 

“Tenho de descobrir se eu perdi alguma performance ou se todos ganharam, mas eu gostei de pilotar.”

Hamilton disse acreditar que a Mercedes está em posição similar em comparação a Ferrari e Red Bull em termos de gestão de pneus – um dos problemas do carro de 2017 era sua janela de operação mais estreita ,– mas acrescentou que esperava por chuva no restante do fim de semana.

“Os pneus definitivamente não pareceram ter o mesmo problema que tiveram em Barcelona, quando eles simplesmente criavam bolhas o tempo inteiro”, disse.

“Quando está mais quente, no passado isso favorecia outras equipes, mas acho que estamos todos em posição similar. Estamos iguais nesse sentido.”

“Mas amanhã deve chover, até onde estou ciente, e o mesmo deve acontecer no domingo. Não sei se já guiei na chuva com esses pneus, então será interessante.”

Seu companheiro, Valtteri Bottas, reportou que teve problemas de suspensão e no sistema de combustível no primeiro treino livre, o que limitou seu aprendizado. No entanto, ele disse que a Mercedes ainda assim coletou dados significativos para uma corrida seca caso a chuva não apareça.

“O primeiro treino foi um pouco complicado para mim. Descobrimos um problema na suspensão, outro no sistema de combustível, então foi difícil ter uma boa comparação”, disse.

“Mas tenho de agradecer muito a equipe, porque estmaos parecendo fortes nesse momento. No segundo treino, senti o carro muito melhor.”

“Temos boas informações de trechos longos. Se a corrida estiver seca, teremos informações sobre os pneus.”

“O que estamos vendo é muitas coisas se comportando diferente em relação ao teste de Barcelona, porque está muito mais quente, o asfalto é diferente, então definitivamente ainda estamos aprendendo muito e continuaremos assim.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Alonso não se surpreende com Haas: “réplica da Ferrari 2017”

Previous article

Alonso não se surpreende com Haas: “réplica da Ferrari 2017”

Next article

Ricciardo perde três posições no grid por infração no TL2

Ricciardo perde três posições no grid por infração no TL2

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Localização Melbourne Grand Prix Circuit
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Autor Jack Cozens
Tipo de matéria Últimas notícias