Hamilton se vê em vantagem após mudança no regulamento

Inglês acredita que a proibição do uso do sistema FRIC vai ajudá-lo a bater Rosberg na segunda metade do ano

Lewis Hamilton afirmou que a retirada do sistema FRIC, que auxiliava o funcionamento da suspensão e melhorava o equilíbrio do carro, após determinação da Federação Internacional de Automobilismo, é algo que deve ajudá-lo na briga interna da Mercedes com Nico Rosberg na segunda metade da temporada.
Não que o inglês, que está a 11 pontos do companheiro no campeonato, acredite que se adaptará melhor ao novo estilo de pilotagem do carro. Mas, sim, porque poderá ganhar peso na pausa obrigatória das equipes em agosto.

[publicidade]“Estou muito, muito magro, mas o carro sem o FRIC pesa menos, então dá para eu ganhar um pouco de peso nas férias”, afirmou. “E será músculo, e não gordura, então voltarei mais forte fisicamente e mentalmente.”

Apesar dos dois pilotos da Mercedes terem praticamente a mesma altura, Nico Rosberg naturalmente pesa menos. Na Fórmula 1, o peso mínimo do carro é medido junto do piloto e as equipes trabalham com margens muito pequenas por questões de performance, obrigando os pilotos a ficarem na faixa de 70kg.

Outro fator que Hamilton espera trabalhar durante o mês de agosto é o mental. “Acho que tem sido muito desafiador, as últimas duas semanas me testaram bastante”, disse o inglês, que teve problemas técnicos nas classificações tanto da Alemanha, quanto da Hungria, e foi obrigado a largar do fundo do pelotão e se recuperar na corrida. “Ter conseguido manter minha mente em ordem foi importante. Vi algumas matérias dizendo que eu me perderia sob pressão, mas acho que isso vai mostrar que não, que ainda estou na briga.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias