Hamilton: "Tudo o que peço é igualdade de condições"

Lewis Hamilton diz que não quer interferir na escolha da Mercedes para preencher a vaga de Nico Rosberg, ressaltando que o único pedido é que ele e o novo companheiro tenham condições iguais

Na última sexta-feira (2), Nico Rosberg surpreendeu o mundo da Fórmula 1 e, apenas cinco dias após conquistar o título da temporada 2016, anunciou a aposentadoria imediata da categoria.

Como consequência, abre-se uma vaga na Mercedes. O chefe do time alemão, Toto Wolff, revelou que a decisão do germânico pegou a equipe de surpresa e o novo companheiro de Lewis Hamilton ainda não foi escolhido.

O britânico, por sua vez, disse que não vai interferir na escolha da Mercedes, tendo apenas um pedido: competir em condições de igualdade com o futuro companheiro de equipe.

"Não me preocupo com quem eles vão escolher. Estou aqui para correr, agora o foco é no próximo ano, quando espero ter uma temporada melhor. Nunca fui de escolher companheiro de equipe. Sei de outros pilotos - Sebastian (Vettel) e Fernando (Alonso) - que colocam cláusulas no contrato referentes a isso", disse.

"Tudo o que peço é igualdade de condições. Se tratado com igualdade, não importa quem é o companheiro de equipe. Temos grandes chefes aqui e estou certo de que eles vão escolher a pessoa certa para representar o time", afirmou.

"Quanto melhor o piloto, melhor para mim quando o superar"

Questionado pelo Motorsport.com se preferia um companheiro que o pressione ou um que seja batido facilmente, Hamilton respondeu: "Nunca vi a necessidade de ter um companheiro que me pressionasse. Quanto melhor o piloto, melhor para mim quando o superar."

O britânico destacou ainda que espera ter um companheiro de equipe tão consistente quanto Rosberg, para ajudar a Mercedes siga à frente de rivais como a Red Bull.

"Você precisa de alguém com bons valores e representando a equipe de modo positivo, boa ética de trabalho e consistência, para assim podermos vencer o Mundial de Construtores novamente", disse.

"A Red Bull tem Daniel (Ricciardo) e (Max) Verstappen, que são muito consistentes. Em termos de lutar pelo título de Construtores, que é o objetivo primário da equipe, temos de garantir que teremos alguém tão consistente quanto o que tínhamos antes", afirmou.

Perguntado se ele gostaria que a Mercedes o procurasse para pedir dicas sobre o companheiro de equipe, Hamilton comentou: "Sinceramente, eu não ligo para isso. Se eles quiserem, podem me procurar para falar sobre o assunto."

"Deveria ser alguém que trabalhasse bem em equipe. Há personalidades fortes e outras nem tanto - alguns pilotos buscam caminhos alternativos para lidar com a questão da competição. Há bons nomes por aí e eu ficaria feliz em ajudar nesta análise. Tenho interesse em ver quem eles querem que seja meu companheiro e vou respeitar a escolha", completou.

Reportagem adicional por Jonathan Noble

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias