Hamilton vê Rosberg "mais forte do que nunca" após baque

Inglês lembra de reações do alemão nos tempos de kart e espera recuperação rápida após perda da liderança

Demorou mais de quatro meses para Lewis Hamilton retomar a liderança do campeonato da Fórmula 1 das mãos do companheiro de Mercedes, Nico Rosberg. Mas o inglês garante que isso não muda em nada a maneira de atacar as últimas cinco provas da temporada, a começar pelo GP do Japão, neste final de semana.

“Não muda a minha abordagem, não muda nada para mim. Estou aqui para fazer o mesmo trabalho e nós dois estamos perseguindo o título. A única diferença é que estou mais encorajado pela oportunidade”, afirmou.

[publicidade] Afinal, Hamilton lembra que não teve por muitas vezes na carreira um carro com o qual chegava em qualquer pista do calendário sabendo que tinha chances de ganhar. Para o campeão de 2008, essa sensação é gratificante.

“Chegar em todas as pistas com a possibilidade de lutar por vitórias é uma situação que não tive muitas vezes na minha carreira. Várias vezes cheguei sabendo que tinha carro para ser quinto colocado. Saber que o final de semana será bom e que o carros segue melhorando é uma sensação que nunca envelhece.”

Mas o que chamou a atenção de Hamilton nas últimas duas semanas foi a maneira como Rosberg reagiu após a quebra e a perda da liderança. O alemão, que tinha 29 pontos de vantagem há duas provas, hoje está três pontos atrás de Hamilton.

“Nico é um competidor muito forte. Desde que éramos crianças ele era muito forte mentalmente, confiante e seguro de suas habilidades. Ele mostrou várias vezes seu ritmo, sua velocidade e também como supera as coisas rapidamente”, observa.

“Acho que ele lidou com a última corrida com dignidade. Ele foi positivo. Pareceu-me – pelo que pude ver – que ele seguiu em frente rapidamente. Então acredito que ele estará mais forte do que nunca e eu preciso estar pronto para isso.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias