Hamilton vence de ponta a ponta e fica a quatro pontos de Rosberg

Inglês venceu terceira corrida seguida, mas companheiro se recuperou de classificação ruim e chegou em segundo

Lewis Hamilton liderou de ponta a ponta e teve uma corrida bem mais tranquila do que há duas semanas, no Bahrein, para vencer a terceira prova seguida na temporada, no GP da China. O inglês viu o companheiro Nico Rosberg sair da quarta colocação no grid para o segundo lugar na prova, resultado que o manteve na liderança do campeonato, agora com quatro pontos de vantagem.

Fernando Alonso conseguiu seu primeiro pódio na temporada, enquanto Felipe Massa teve uma parada desastrada, caiu para último, e terminou em 15º.
Massa largou bem, mas foi tocado por Alonso na primeira corrida e ficou um pouco parar trás, em quinto. O espanhol subiu de quinto para terceiro, atrás de Vettel, enquanto Hamilton pulou na frente. Rosberg caiu para sexto, com Hulkenberg em sétimo, seguido por Grosjean, Raikkonen e Bottas.

O finlandês veio abrindo caminho, ultrapassando o compatriota e Grosjean, enquanto seu companheiro, Massa, foi superado por Rosberg. Poucas voltas depois, o brasileiro começou a ser pressionado por Hulkenberg.

Na volta 10, Massa foi para o box, na mesma volta de Raikkonen, e sua parada demorou porque a equipe teve problemas para colocar o pneu traseiro esquerdo. O brasileiro voltou em último. Sem atrasos, Alonso parou na volta seguinte, assim como Hulkenberg. Vettel respondeu na volta 13, mas voltou atrás de Alonso.

Com Ricciardo parando só na volta 16, Rosberg ganhou uma posição, enquanto Raikkonen ia abrindo caminho em cima de Grosjean e Magnussen.

O líder Hamilton fez sua primeira parada apenas com 17 voltas, quando tinha mais de 30s de vantagem para Alonso. Após as primeiras paradas, Hamilton seguiu em primeiro, seguido por Alonso, Vettel, Rosberg, Ricciardo, Hulkenberg, Bottas, Raikkonen, Grosjean e Perez.

Rosberg começou a se aproximar de Vettel, que não conseguia acompanhar o ritmo de Alonso. Na volta 23, o alemão conseguiu a ultrapassagem no final da grande reta, mas Vettel não se rendeu e, com o DRS aberto na reta principal, colocou de lado com o compatriota, mas não conseguiu dar o troco.

O alemão começou a ser pressionado por Ricciardo e não vendeu barato a posição. Logo depois, o tetracampeão ouviu, pela segunda corrida seguida, para deixar o companheiro passar. Porém, desta vez, Vettel não facilitou e chegou a fechar a porta, mas Ricciardo o ultrapassou na volta 26.
Mais à frente, Rosberg começou a se aproximar de Alonso, enquanto Hullenberg, Bottas e Raikkonen inauguraram a segunda rodada de pit stops, na volta 31. Três giros depois, foi a vez de Alonso fazer sua parada. O líder Hamilton só parou na volta 37 e se manteve na liderança.

Após perder tempo em relação a Alonso na parada do espanhol, Rosberg voltou a se aproximar e passou o espanhol com facilidade na reta na volta 43. Alonso, então, passou a ver a aproximação de Ricciardo. Depois de ver a diferença para o australiano cair e chegar na casa dos 5s, o espanhol aumentou o ritmo e não permitiu uma aproximação maior da Red Bull.

Com isso, Hamilton venceu de maneira tranquila, seguido por Rosberg, Alonso, Ricciardo, Vettel, Hulkenberg, Bottas, Raikkonen, Perez e Kvyat.
A Fórmula 1 volta em três semanas, no início da temporada europeia, na Espanha.

Classificação final do GP da China:

1) Lewis Hamilton (Mercedes), 56 voltas
2) Nico Rosberg (Mercedes), a 18.6s
3) Fernando Alonso (Ferrari), a 25.7s
4) Daniel Ricciardo (Red Bull), a 26.9s
5) Sebastian Vettel (Red Bull), a 51s
6) Nico Hulkenberg (Force India), a 57.5s
7) Valterri Bottas (Williams), a 58.1s
8) Kimi Raikkonen (Ferrari), a  83.9s
9) Sergio Pérez (Force India), a 86.4s
10) Daniil Kvyat (Toro Rosso), a 1 volta
11) Jenson Button (McLaren), a 1 volta
12) Jean-Eric Vergne (Toro Rosso), a 1 volta
13) Kevin Magnussen (McLaren), a 1 volta
14) Pastor Maldonado (Lotus), a 1 volta
15) Felipe Massa (Williams), a 1 volta
16) Esteban Gutierrez (Sauber), a 1 volta
17) Kamui Kobayashi (Caterham), a 1 volta
18) Jules Bianchi (Marussia), a 1 volta
19) Max Chilton (Marussia), a 2 voltas
20) Marcus Ericsson (Caterham), a 2 voltas

Romain Grosjean e Adrian Sutil não completaram
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias