Hamiton diz “não ter ideia” dos motivos de queda da Mercedes

compartilhar
comentários
Hamiton diz “não ter ideia” dos motivos de queda da Mercedes
Por: Scott Mitchell
30 de out de 2018 12:13

Lewis Hamilton afirmou que seu foco não poderá diminuir após a conquista de seu quinto título mundial de F1, já que “não tem ideia” dos motivos que o fizeram ter dificuldades nas últimas duas corridas.

Hamilton venceu quatro corridas seguidas para ficar perto do título, mas a Mercedes enfrentou problemas nos GPs dos Estados Unidos e do México.

Ele conquistou o título no último fim de semana ao fechar em quarto, a primeira vez em que ficou de fora do pódio desde o GP da Áustria, em julho, prova que abandonou.

Hamilton disse: “Ainda tenho trabalho a fazer. Ainda preciso voltar à fábrica e entender como podemos nos recuperar e vencer as próximas corridas.”

“Não tenho ideia por que tive tanta dificuldade nessas últimas duas corridas, e todos nós sentimos a dor de não vencer essas corridas.”

“Ainda temos o título de construtores para vencer, o que sei que significa ainda mais para todos os caras lá na fábrica.”

“Então, esse é o foco.”

A Mercedes teve dificuldades com bolhas nos pneus traseiros em Austin, o que levou a suspeitas de que a queda de performance poderia estar relacionada ao não uso da roda traseira que foi questionada pela Ferrari.

Contudo, o problema da Mercedes no México foi o desgaste maior nos pneus dianteiros esquerdos do que os rivais de Ferrari e Red Bull, indicando que não há relação com a roda.

Uma teoria é de que a Mercedes foi simplesmente pega no contrapé, já que as corridas tiveram sextas-feiras atrapalhadas pela chuva, sendo que a altitude e a superfície lisa tiveram seu papel no México.

“Não acho que tivemos uma única volta em que fizemos o pneu funcionar”, disse o chefe da Mercedes, Toto Wolff.

“Não tenho explicação e buscaremos a resposta, porque isso é muito difícil.”

Hamilton disse que tentará curtir o momento por igualar o pentacampeonato de Juan Manuel Fangio, já que o sentimento será prontamente substituído pelas prioridades para a temporada.

Ele também destacou a sensação de “conflito emocional”, porque queria celebrar o título, mas havia obtido isso em uma corrida difícil, o que fez com que a Ferrari reduzisse a vantagem para 55 pontos no Mundial.”

“Não é um resultado ruim, e, no fim, é disso que precisamos. Ainda temos o campeonato de equipes para vencer”, disse Hamilton.

‘Perdemos pontos para a Ferrari e quero realmente entregar para a equipe – então, tenho ainda duas corridas para vencer.”

Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, battles with Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+

Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, battles with Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Next article
30 anos: Confira 15 curiosidades sobre título de Senna em 1988

Previous article

30 anos: Confira 15 curiosidades sobre título de Senna em 1988

Next article

Ericsson competirá na Indy em 2019 pela Schmidt Peterson

Ericsson competirá na Indy em 2019 pela Schmidt Peterson
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do México
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias