Haryanto: “sem apoio da Indonésia não estaria na F1”

Piloto da Manor reconhece ajuda de sua terra natal e diz ignorar pressão sofrida por um piloto de Fórmula 1

Rio Haryanto disse que, sem o suporte recebido da Indonésia, não poderia estar na Fórmula 1 em 2016. O piloto, último a ser confirmado no grid deste ano, será o primeiro indonésio a participar de uma corrida de F1.

"Sem o apoio que eles (Indonésia) estão me dando não acho que estaria aqui", disse.

"Estou aqui porque quero fazer um bom trabalho também. Acho que você só tem de se concentrar no seu trabalho e não pensar sobre a pressão."

Refletindo sobre o seu primeiro dia no MRT05, nesta quarta-feira, quando completou 78 voltas e acabou rodando, Haryanto ficou feliz com o trabalho apesar do erro.

"Eu cometi um pequeno erro e é isso”, contou.

“Não houve danos ao carro e conseguimos voltar à pista na parte da tarde novamente.”

"A equipe me disse que nós fizemos mais voltas, de longe, em comparação com os dois primeiros dias. Foi um dia muito produtivo para mim e também para a equipe.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Rio Haryanto
Tipo de artigo Últimas notícias