Hembery confia que Pirelli permaneça na F-1 no ano que vem

Chefe da fábrica italiana é positivo em relação a 2014 apesar de crise após teste com a Mercedes na Espanha

Paul Hembery

O chefe da Pirelli, Paul Hembery, diz que tem confiança que a marca italiana permaneça na F-1, mesmo com toda a polêmica envolvendo o “Testgate”. Para o dirigente, a montadora está sendo corajosa em querer continuar seu trabalho sob pressões e crê que tudo seja  esclarecido em julgamento.

“Uma reação fácil seria dizer ' isso é loucura', vamos embora”, falou à TV Sky Sports.

“Mas somos um companhia que gosta de prover soluções, e gostaríamos de usar esta oportunidade para continuar em frente e fazer mudanças para um esporte melhor.”

“Estamos tentando olhar para as coisas positivamente. Queremos continuar no esporte, gostamos muito de estar aqui e acho que isso mostra a força da companhia, apesar do comentário atual. Sabemos que somos melhores do que isso e precisamos ir em frente.”

O dirigente espera que a polêmica não interfira mais em seu trabalho até o fim do ano, para que se concentre apenas no aspecto positivo.

“A temporada é muito grande, e espero que este período não reflita na temporada inteira e possamos voltar a nos concentrar”

“Muitas coisas que estão sendo faladas não são muito corretas. Gostaria de usar esta oportunidade para explicar nossa situação em particular e nós vamos participar com vontade.”

“Do nosso ponto de vista, obviamente, existem dois aspectos para o inquérito. Mas do ponto de vista da Pirelli, sim, esperamos que signifique que temos uma boa chance de fazer o nosso trabalho melhor. Isso é tudo o que nós estamos tentando fazer – trabalhar em circunstâncias muito difíceis”, finalizou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias