Homem teria planejado bombardear GP de Abu Dhabi em 2014

Marido de mulher executada por matar professor em shopping no ano passado pretendia atacar pista de Yas Marina segundo justiça

Um homem teria planejado atacar o circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, com uma bomba durante o GP de 2014.

Mohammed Al-Habashi Al-Hashemi de 34 anos está preso desde 21 de novembro do ano passado, dois dias antes da prova, acusado de ligações com o terrorismo.

De acordo com o The National, publicação dos Emirados Árabes Unidos, ele foi indiciado por sete crimes relacionados ao terrorismo, incluindo, além da bomba na pista de Abu Dhabi, um plano de ataque a uma base militar dos EUA nos Emirados, financiar e promover a Al Qaeda e o Estado Islâmico e fazer bombas caseiras.

Mohammed era casado com Alaa Bader Al-Hashemi, executada em julho após matar um professor norte-americano em um shopping em Abu Dhabi há um ano.

Ele negou todas as acusações, e o caso foi adiado até o dia 18 de janeiro.

A corrida de Abu Dhabi em 2014 decidiu o título da temporada a favor de Lewis Hamilton frente ao companheiro Nico Rosberg.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias