Honda admite: “precisamos de mais potência para andar bem em Montreal”

“Após marcar os primeiros pontos em Mônaco, McLaren sabe que ainda não é o suficiente para estar entre os 10”

A equipe McLaren marcou seus primeiros pontos na temporada com a oitava colocação de Jenson Button. Entretanto, esses pontos só foram possíveis, porque em Mônaco não se exige tanto de potência nos carros, quanto nos outros circuitos, ou seja, a Honda sabe que o carro ainda precisa melhorar.

Entretanto é evidente que o carro da McLaren está bem melhor do que daquele que começou a temporada. Segundo o chefe da Honda F1, Yasuhisa Arai, o bólido melhorou na dirigibilidade, mas para ficar melhor, precisa de mais potência.

“Nós encontramos uma dirigibilidade adequada para a pista de corrida Mônaco, foi especial porque a potência não é tão importante aqui. Tivemos uma boa dirigibilidade para Jenson e Fernando Alonso e eles tinham uma boa sensação. Jenson conseguiu um bom lugar para nós, por isso estou muito feliz", exalta.

A Honda sabe que o motor precisa de um pouco mais de potência e pretende colocá-los nas próximas duas corridas (Canadá e Áustria), entretanto, a montadora está preocupada com a confiabilidade do motor, já que, pelo regulamento, só se pode usar até quatro motores por temporada, a partir do quinto, cada carro começa a receber punições.

Arai disse que a Honda tem planos para implementar uma nova atualização nas unidades de potência, só que pretende conversar com a direção da McLaren, para traçar um melhor plano para isso: “Depende de nossa estratégia. Vamos discutir com a McLaren e decidir em qual corrida usaremos”, finaliza.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pista Monte Carlo circuito de rua
Pilotos Jenson Button
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias