Honda espera por mais ganhos de desempenho neste ano

compartilhar
comentários
Honda espera por mais ganhos de desempenho neste ano
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Jamie Klein
16 de jul de 2018 17:33

Depois de sofrer com performance em Silverstone, japoneses querem ainda atualizar as peças de suas unidades neste ano

Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Toyoharu Tanabe, F1 Technical Director, Honda
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Toyoharu Tanabe, F1 Technical Director, Honda, and Gerhard Berger
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13

A Honda ainda espera que possa atualizar sua tecnologia de motores de combustão interna novamente antes do final da temporada de 2018 da Fórmula 1.

A fabricante japonesa introduziu um V6 melhorado no Canadá no início deste ano, que desempenhou um papel fundamental em convencer a Red Bull a mudar da Renault para a Honda em 2019.

A Honda tem trabalhado para melhorar a confiabilidade de seu MGU-H nesta temporada, mas evitou estabelecer metas de desempenho para seus sistemas de recuperação de energia.

Na Inglaterra, o déficit da Honda para a Mercedes e a Ferrari foi estimado em um segundo.

Isso foi amplificado pelo layout do circuito de Silverstone, particularmente pelas curvas Abbey e do Copse, que efetivamente estenderam duas sequências de retas. A Honda ainda está interessada em encontrar mais desempenho neste ano também com seu motor a combustão.

"Não posso dizer exatamente sim ou não, mas ainda estamos trabalhando no motor de combustão interna", disse o diretor técnico da Honda, Toyoharu Tanabe, ao Motorsport.com.

"Espero que tenhamos alguma atualização e melhorias nesta temporada. Nos dados de qualificação de Gasly em Silverstone, vimos a diferença de desempenho nas retas. Claro que temos curvas lá onde você pode ir a toda aceleração, especialmente na qualificação. Isso nos deu dificuldades. Significou que a diferença no desempenho da unidade para as outras era maior do que em outros circuitos."

O progresso da Honda no início da temporada, particularmente em comparação com a Renault, animou a Red Bull e a deixou otimista sobre os outros ganhos que a fabricante de motores encontrará antes do início do campeonato de 2019.

Gasly diz que sua frustração não é com a Honda, mas sim com a realidade de que, começando atrás de outros fabricantes de motores, há um "déficit que é realmente difícil de recuperar".

"É mais em termos de puro desempenho e potência do motor, mas eu sei que eles estão trabalhando nisso e eles têm algumas ideias", disse Gasly.

"Eu só preciso dar tempo para levar isso para a pista, mas no momento ainda perdemos bastante em termos de velocidade. Ainda temos que entender exatamente como tirar o melhor proveito do motor Spec 2."

Gasly terminou em 10º em Silverstone, embora tenha perdido seu ponto no fim por uma penalidade pós-corrida, enquanto seu companheiro de equipe, Brendon Hartley, abandonou após uma volta.

Hartley teve que começar do pitlane depois que uma falha na suspensão nos treinos destruiu seu carro e o forçou a perder a classificação. No entanto, ele sofreu um problema na unidade de potência ao sair dos pits e teve que abandonar com uma volta.

"Ao consertar o carro, tivemos um problema com a instalação da unidade de potência, que causou uma função inadequada", explicou Tanabe.

"Vimos dados incomuns na unidade e abandonamos. Acho que os componentes estão ok. Vamos verificar cuidadosamente se há algum dano."

Próxima Fórmula 1 matéria
Steiner aceita aumento de zona de pontuação na F1 até o 15º

Previous article

Steiner aceita aumento de zona de pontuação na F1 até o 15º

Next article

Williams: Crise na equipe tem sido um "golpe enorme"

Williams: Crise na equipe tem sido um "golpe enorme"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias