Honda mira terminar relação com McLaren em alta em Abu Dhabi

compartilhar
comentários
Honda mira terminar relação com McLaren em alta em Abu Dhabi
23 de nov de 2017 14:06

Chefe do projeto de F1 da montadora diz que estará totalmente focado em “extrair todo o potencial” do pacote

Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren, with his team at the McLaren team photo call
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren, kisses Stoffel Vandoorne, McLaren, for a joke photo
Fernando Alonso, McLaren, in Parc Ferme after Qualifying

Os últimos três anos foram dolorosos para McLaren e Honda. Reeditando uma bela parceria que rendeu quatro títulos mundiais no final dos anos 80 e início dos 90, as duas companhias entraram em acordo para terminar seu contrato ao fim deste ano por falta de resultados.

A McLaren marcou 28 pontos nesta temporada, e é a nona colocada no mundial de equipes. No entanto, a Honda está otimista de que pode terminar a campanha – e sua colaboração com o time baseado em Woking – de maneira positiva.

"O fim de semana é significativo, pois é a nossa corrida final como McLaren-Honda", disse Yusuke Hasegawa, chefe do projeto de F1 da Honda.

"Apesar disso, todos estarão totalmente focados em extrair todo o potencial do nosso pacote e continuar o impulso que construímos nas últimas corridas.”

"Estou incrivelmente orgulhoso de quão duro todos na equipe trabalharam nesta temporada.”

"Espero que possamos terminar o ano em alta, não apenas para eles, mas também para os fãs da McLaren-Honda em todo o mundo que nos apoiaram nas últimas três temporadas".

Hasegawa também explicou as demandas colocadas sobre a unidade de potência na pista de Yas Marina: "É um traçado único, que coloca uma pista de corrida tradicional e um circuito de rua combinados em um autódromo apenas”.

"Isso é desafiador para os engenheiros encontrarem uma configuração perfeita, pois cada setor é muito diferente. Temos desde curvas de baixa velocidade de 90 graus até curvas de aceleração total.”

"Ter potência e gerenciar o combustível também será chave".

Próxima Fórmula 1 matéria
Em despedida, Massa diz que pode ser comentarista em 2018

Previous article

Em despedida, Massa diz que pode ser comentarista em 2018

Next article

Pirelli introduz dois novos compostos na F1 em 2018

Pirelli introduz dois novos compostos na F1 em 2018
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias