Honda se diz surpresa com problema de Gasly no MGU-H

Após falha na primeira prova do ano, diretor técnico confessa que não esperava falha após pré-temporada sem problemas

A Honda vai investigar o problema no MGU-H ocorrido no carro de Pierre Gasly no GP da Austrália do último final de semana. O francês acabou sofrendo com uma falha na volta 15 e foi obrigado a deixar a prova.

"Vimos alguns dados incomuns na telemetria relacionada ao MGU-H", disse o diretor técnico da Honda, Toyoharu Tanabe, à RACER.

"Então, agora vamos investigar os detalhes dos dados e também a peça em si, e pensar sobre o que podemos fazer para a próxima corrida. Não temos certeza se a peça em si está muito danificada. Precisamos investigar para ver se ela pode ser usada novamente."

A Honda sofreu uma série de problemas de MGU-H durante seu período na McLaren, mas entrou na corrida de domingo com otimismo após uma forte pré-temporada, e Tanabe diz que não houve problemas antes do abandono de Gasly.

"Durante a pré-temporada não tivemos problemas nesta área, então esta é a primeira vez. Durante o período de testes avaliamos a quilometragem para as três unidades de potência para esta temporada. Não foi quilometragem perfeita, porque usar três unidades de potência significa mais de 5000 km. Da quilometragem que acumulamos, não tínhamos tido nenhum problema até agora, o que significa que não esperávamos problemas ou dados incomuns sobre a telemetria no primeiro evento."

Com Brendon Hartley sofrendo um furo de pneu na primeira curva, o que arruinou suas esperanças na prova, Tanabe diz que a maneira como a corrida foi limita o quanto a Honda pode se avaliar ante a seus rivais.

"No caso de Brendon, também é uma situação difícil, mas estamos satisfeitos com o nível geral de desempenho que pudemos ver nesta corrida."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pierre Gasly
Tipo de artigo Últimas notícias