Honda reconhece que precisa melhorar motor em 2019

compartilhar
comentários
Honda reconhece que precisa melhorar motor em 2019
29 de dez de 2018 18:01

Masashi Yamamoto, chefe da fabricante, destaca temporada positiva em 2018, mas admite necessidade de melhora ao contar com duas equipes na F1

A Honda admite que tem certa obrigação de apresentar progresso em seu motor na temporada de 2019 da F1, quando será a primeira vez em que fornecerá suas unidades a duas equipes diferentes.

A fabricante japonesa retornou à categoria em 2015, em parceria com a McLaren. A relação durou por três turbulentos anos até a mudança para a Toro Rosso, em 2018, quando obteve o melhor resultado na atual passagem – um quarto lugar no GP do Bahrein, com Pierre Gasly.

Para 2019, a Honda também fornecerá motores à Red Bull, o que coloca novamente a fabricante no centro das cobranças para resultados.

O chefe da Honda, Masashi Yamamoto, reconhece que a temporada de 2019 precisa ter progresso. “Todos na Toro Rosso e seus pilotos desempenharam um grande papel no nosso desenvolvimento, não só na questão técnica, mas também graças à postura positiva, mente aberta e à disposição”, disse, segundo o site da revista americana RACER.

“Este foi um grande impulso para todos os membros da Honda. Estabelecemos uma relação próximae honesa, construída em respeito mútuo e que produziu alguns desempenhos fortes, como aqueles no Bahrein, na Hungria e na classificação em Suzuka. Por isso, nossos sinceros agradecimentos à toda a equipe.”

“Contudo, ficou claro que nossa unidade de potência ainda não estava no mesmo nível das melhores em termos de performance e que também há margem para melhora no que diz respeito à confiabilidade.”

“Na próxima temporada, forneceremos para duas equipes pela primeira vez desde que retornamos à F1, em 2015. Temos o dever de melhorar, e, com isso em mente, todos no projeto estão trabalhando incansavelmente para estar em boa forma para os testes de pré-temporada, em fevereiro. Enquanto nos preparamos para o segundo ano com a Toro Rosso e o primeiro com a Red Bull, nossa meta é continuar progredindo e avançando.”

Mesmo ciente da missão, Yamamoto considera que houve ganhos significativos da fabricante neste ano. “2018 foi o ano em que embarcamos em nossa nova parceria com a Toro Rosso. No geral, foi uma temporada positiva, na qual obtivemos um progresso sólido.”

“Durante o ano, melhoramos nossa unidade de potência em termos de performance e confiabilidade graças ao enorme esforço de nossos engenheiros e mecânicos. Precisamos também reconhecer a contribuição importante feita pelos engenheiros trabalhando em outras áreas ligadas às corridas e outros produtos da Honda”, completou.

Next article
Para Bottas, Williams não merece estar no fundo do grid

Previous article

Para Bottas, Williams não merece estar no fundo do grid

Next article

ANÁLISE: A Red Bull realmente teve o melhor carro em 2018?

ANÁLISE: A Red Bull realmente teve o melhor carro em 2018?
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing Shop Now , Toro Rosso Shop Now