Honda: Red Bull não terá status de time de fábrica

compartilhar
comentários
Honda: Red Bull não terá status de time de fábrica
Por: Scott Mitchell
19 de jun de 2018 13:11

Chefe da montadora diz que regulamento manda que mesmo motor seja fornecido a todas as equipes clientes, por isso nomenclatura “não faz sentido”

Honda logos are displayed on the bodywork of a Toro Rosso STR13
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
A Honda logo on the bodywork of a Toro Rosso
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Apesar do novo acordo entre Honda e Red Bull para o fornecimento de motores a partir de 2019, a fabricante diz que não identificará o time austríaco ou a Toro Rosso como sua equipe de fábrica na Fórmula 1, porque "não faz sentido" atribuir rótulos aos seus clientes.

A Red Bull vai terminar sua parceria com sua fornecedora de longa data, a Renault, no final desta temporada para se juntar à sua equipe júnior, a Toro Rosso, com os motores Honda a partir de 2019.

A expectativa era que a Red Bull assumisse o status de equipe de fábrica, como a McLaren foi durante seus três anos com a Honda. No entanto, o chefe de automobilismo da fabricante disse que este não será o caso.

"Do ponto de vista de um fabricante, não faz sentido identificar qualquer equipe como de fábrica ou cliente, já que as regulamentações atuais nos obrigam a fornecer a mesma unidade de potência para todas as nossas equipes", disse o chefe de automobilismo da Honda, Masashi Yamamoto.

"Nesse sentido, este contrato coloca as três partes em uma posição igualitária.”

"Assim como foi o caso da Toro Rosso, sentimos um sincero respeito da Red Bull durante toda a conversa que levou a esse contrato.”

"Nós os apreciamos mostrando essa atitude mesmo depois de ver o nosso tempo difícil nos últimos três anos na F1."

O quarto lugar da Toro Rosso com Pierre Gasly no Bahrein no início deste ano deu à Honda o melhor resultado desde que retornou à F1 em 2015.

Embora a aliança Toro Rosso-Honda não tenha atingido o mesmo resultado desde então, o time marcou pontos em outros dois GPs e está à frente de ambas as equipes de clientes da Ferrari e da usuária de motores Mercedes, a Williams, no campeonato de construtores.

Yamamoto insistiu que "não haverá uma mudança na relação atual entre a Honda e a Toro Rosso" e disse que as notícias da Red Bull não vão distrair a Honda de suas metas de 2018.

"Esperamos transações mútuas entre as equipes e a Honda dentro dos regulamentos", disse ele.

"Foi um ótimo resultado ter terminado em quarto na segunda corrida, mas houve alguns altos e baixos depois disso.”

"É uma temporada muito interessante para os fãs, assim como para aqueles que trabalham no esporte, porque parece que o resultado dos pilotos do meio do grid varia dependendo da configuração do carro e das características das pistas.”

"Agora estamos trabalhando em um desenvolvimento para obter mais melhorias para desafiar resultados ainda melhores para o restante desta temporada."

Próxima Fórmula 1 matéria
Parceria Red Bull-Renault teve tetra e crise feia; relembre

Previous article

Parceria Red Bull-Renault teve tetra e crise feia; relembre

Next article

Decisão sobre Honda era "bastante clara", diz Horner

Decisão sobre Honda era "bastante clara", diz Horner

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias