Honda se diz cautelosa com atualizações de motor

compartilhar
comentários
Honda se diz cautelosa com atualizações de motor
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
1 de jun de 2018 12:03

Com novidades previstas para o Canadá, fábrica japonesa se preocupa com elementos dos carros da Toro Rosso

Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Toro Rosso STR13, leads Lance Stroll, Williams FW41, Marcus Ericsson, Sauber C37, and Max Verstappen, Red Bull Racing RB14
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13

A Honda continua cautelosa em sua proposta de atualização do motor para o GP do Canadá na busca pelo desempenho. Espera-se que o fabricante japonês de motores traga atualizações para a próxima semana em Montreal, que é uma pista sensível à potência.

A Honda mudou o MGU-H e o turbocompressor nos dois motores da Toro Rosso após o GP da Austrália e substituiu o motor de combustão interna de Pierre Gasly ao mesmo tempo.

Isso significa que os componentes do francês completaram cinco finais de semana de GP, mas os de Brendon Hartley têm muito menos quilometragem depois que ele trocou uma unidade inteira no GP da Espanha, duas corridas atrás, depois de um grande acidente no TL3.

O diretor técnico da Honda, Toyoharu Tanabe, disse ao Motorsport.com que não há nada oficial para se comunicar sobre as atualizações do GP do Canadá.

Perguntado sobre se a Honda validou a confiabilidade e agora busca desempenho, Tanabe disse: "até agora a confiabilidade parece estável, mas acho que precisamos ter cuidado para não pressionar muito o desempenho. Precisamos de equilíbrio”.

"Temos muitas coisas para fazer e não muitas soluções de curto prazo. A maioria é de longo prazo. Se desenvolvermos algo e depois aplicarmos ao mecanismo, precisamos ter um teste de confiabilidade.”

"Qualquer coisa pequena para melhorar o desempenho, precisamos de tempo."

A Honda tentou evitar declarações públicas sobre o desempenho nesta temporada, uma vez que tenta se recuperar depois de ser duramente criticada por vezes durante um período prejudicial de três anos com a McLaren.

Os pilotos da Toro Rosso confirmaram que esperam uma atualização do motor no Canadá e, apesar de terem parado de definir expectativas específicas, Gasly admitiu que estava "muito animado".

"Vou esperar até o TL1 para ver exatamente qual é a diferença no computador", disse Gasly.

"Aprendi que na Fórmula 1 é melhor esperar e ver quando você coloca as novas partes, porque às vezes não funciona tão bem quanto você espera, às vezes funciona melhor. Mas isso só pode ir na direção certa, eu acho. Então estou muito empolgado com essa atualização."

Gasly terminou em sétimo em Mônaco, marcando a terceira vez em seis corridas que Toro Rosso e Honda marcam pontos juntas.

Seu ritmo parece particularmente forte em circuitos onde a ênfase no motor está na baixa velocidade, e a Honda está satisfeita com a capacidade de condução da unidade 2018 e em como ela está operando seus sistemas de recuperação de energia.

"O ponto-chave em Mônaco é o baixo RPM e a aceleração", disse Tanabe. "Esse é um dos principais parâmetros para definir o gerenciamento de energia.”

"Nós trabalhamos muito sobre na dirigibilidade para ajudar o comportamento do chassi nas curvas e fazer o piloto acelerar mais cedo. Confiabilidade, potência e dirigibilidade são pontos-chave para o motor. É claro que a potência é importante para o tempo de volta, mas a dirigibilidade também tem um grande efeito.”

"Nossos engenheiros sempre se comunicam com a equipe e o piloto para melhorar sua confiança na aplicação do acelerador".

Next article
Hamilton: Ricciardo não tem muitas opções para 2019

Previous article

Hamilton: Ricciardo não tem muitas opções para 2019

Next article

Keke Rosberg explica por que se tornou “recluso” da F1

Keke Rosberg explica por que se tornou “recluso” da F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Toro Rosso Shop Now
Autor Scott Mitchell